Keep on trying

O fim do mundo passou e cá estou eu, novamente escrevendo mais um texto nas páginas deste blog esquecido. Esquecido por vocês, by the way, porque eu nunca me esqueço dele. O que tem me faltado é tempo mesmo.
Sabe, eu acho ridículo essa história de marcar data para o fim do mundo. Fala sério. Quem inventa isso não tem mais nada para fazer da vida, né? Vai lavar uma louça, sei lá.
Porque pensa bem: no mundo, há várias pessoas que realmente acreditam nisso. E acreditam tanto que se matam. Ok. Se essas pessoas são tão idiotas a ponto de se matarem porque um retardado falou que o mundo tinha prazo de validade estipulado até não sei quando? Sim, elas são, até demais. Mas a questão não é essa. A questão é que a partir do momento em que uma brincadeira tem consequências sérias, deixa de ser brincadeira imediatamente.

E isso não vale apenas para a data de validade mundial não, mas também para qualquer tipo de coisa que possa provocar danos graves. Exemplo disso são aquelas "brincadeiras" de atirar o 'amigo' (lê-se 'vítima') em questão na piscina, sem aviso e de qualquer jeito. Já ocorreram várias mortes por consequência de afogamentos e traumatismos cranianos por causa de uma brincadeira boba entre amigos. Boba, é? Será que é tão boa assim? Sei não, mas se eu fosse algum tipo de autoridade, mandava prender na hora e ponto. Assassinato. Sem mais delongas.

Ou a tal da "brincadeira do desmaios". O quê é isso, gente? O quê vocês pensam que estão fazendo das suas vidas, hum?
- Ah, Mia, mas eu sempre fiz isso e nunca aconteceu nada de mau comigo.
- Não aconteceu até acontecer, né?
Com coisas sérias não se brinca, gente. Acho que o povo em geral realmente deveria se conscientizar mais disso e alertar as pessoas à sua volta. Quando éramos crianças, nossas mães costumavam dizer: "Não pode brincar com isso porque é perigoso e faz dodói!". É a mesma coisa agora, as situações é que são diferentes.

E isso não vale apenas para coisas que são consideradas "brincadeiras", não. Mas também para sentimentos. Afinal, sentimento é coisa séria e não se deve brincar com isso. Não se deve enganar as pessoas, iludir, mentir e fingir. Sempre acreditei na lei do retorno: tudo o que você fizer a alguém voltará a você, mais cedo ou mais tarde. Por isso sempre faço de tudo para ser verdadeira com todos. Isso é importante. Ainda mais no mundo de hoje, onde os valores estão tão invertidos.

(Mia anda muito ocupada)

2 comentários:

  1. Sou apaixonada, por seus textos, de verdade, você me faz refletir tanto :)

    ResponderExcluir
  2. Arrasou em mais um texto. Lembro-me de um comentário teu falando que você queria ter mais talento para escrita, e eu lhe digo que você tem: seus textos são perfeitos, e não é brincadeira.
    E olha, realmente estipular um prazo de validade para o mundo acabar é ridiculo, quem vai estipular isto e Ele, e não esses profetas idiotas. hih

    ResponderExcluir

 
Wink .187 tons de frio.