Mudanças

Ela estava pálida. Já havia se passado algumas horas desde que ela terminou aquela relação. Seu corpo estava gélido, ela não sentia quase nada. Parecia que o tempo havia congelado junto com seu coração. Os minutos passavam cada vez mais depressa e naquele quarto ela só sabia que havia acabado.
Um vento frio entrou pela janela, lembrando-a de sua existência. Mais que depressa ela deu um pulo de sua cama e exclamou:
- Eu ainda tenho uma última coisa pra fazer.
Ninguém entendia mais nada. Sua família ficou atônita com a reação dessa menina. Afinal, era ela quem tinha terminado. Ela subitamente pegou uma tesoura e começou a cortar seus longos cabelos negros, que ela tanto amava. Passou um batom vermelho, pôs sua roupa mais justa e saiu, sem dizer onde ia. Simplesmente se deixou levar pelo vento impetuoso que aquela bela tarde de outono lhe proporcionava.

A menina cresceu a partir daquele momento. Tomou novos rumos, se aventurou, teve várias paixões avassaladoras, várias decepções e várias transformações. E a menina correu o mundo, e se divertiu e descobriu que a vida é muito mais do que amores de adolescência e dramas de escola.
E a menina sou eu, e a menina é você. Essa menina somos todas nós que já tivemos uma desilusão emocional que nos fez cair na realidade de nossas vidas e na expectativa de mudança que quase nunca acontece.
Essa sou eu, essa é você.
Apenas nós.

4 comentários:

  1. Tipo, eu acho que ainda falta um pouco dessa menina em mim, sabe? mais sei que ainda vou me encarnar nela :q UHASUHAHU adorei o post.

    ResponderExcluir
  2. haa nem sei o q dizer. Essa atitude dela? que medo, nunca cheguei a esse ponto, so de cortar meu cabelo q na verdade foi um acidente..

    ResponderExcluir
  3. Eu já tive atitudes assim. Na verdade, cada vez que brigo com alguém que um dia foi importante de certa forma para mim ajo assim. Estranho, né? (:

    ResponderExcluir
  4. Mudar é incrível, essencial! E viver, nossa! Viver é melhor ainda!

    ResponderExcluir

 
Wink .187 tons de frio.