Time waits for nobody

Uma coisa demasiado estranha anda ocorrendo comigo. Não sei se apenas comigo ou com várias pessoas. Talvez seja algo corriqueiro e eu é que estou dando muita ênfase ao caso. Mas o fato é que eu não tenho visto o tempo passar.
E você pode me dizer: "Ah, mas isso é algo tão bobo. Quando estamos atarefados, não percebemos o tempo progredir mesmo.". Mas não me refiro à tarefas, a minutos ou segundos, mas sim à minha vida - não tenho visto ela passar.
Não sei se estou me fazendo entender, acho que não; mas é exatamente isso que tem ocorrido: minha vida parece que estagnou. E apesar de eu nunca ter sido tão atarefada quanto agora e nunca ter realizado e progredido intelectualmente tanto d'antes, sinto como se ainda estivesse no final de 2011, presa em um sonho inacabado. Será que estou sendo compreensível?

Sim, eu sei - é loucura, fantasia, completo devaneio. Sim, é; e não discordo disso em nenhum momento. Mas o fato é que é uma verdade irrevogável de que ainda me sinto em 2010, como se nunca tivesse passado a virada do ano. Estranho? Até demais. Todavia, me sinto viva, bem, feliz. Ok, poderia sim estar melhor; porque não? Mas dentro do possível vivo bem. Estou inquieta, atarefada, cansada, esperançosa, sonhando com algo e não vendo o tempo passar, apesar de ele passar tão constantemente que assusta às almas mais suscetíveis à perdas.
Preciso de ajuda? Sim, por favor. Preciso de amor, carinho, abraço e um chocolate quente. Pode ser ou é pedir demais?
E para aliviar suas dúvidas quanto à minha sanidade, não se preocupe: sempre fui assim. Aliás, acho até que antes era mais louca que agora.

Queria tanto escrever algo interessante, bonito, inteligente e profundo. Mas no final, fica tudo com meu jeito: confuso, estranho e meio ácido. O jeito agora é se conformar e seguir em frente. Quem sabe eu ainda não me ajusto no tempo outra vez?

7 comentários:

  1. me identifiquei *-*
    não com o texto em si. me identifiquei com você!
    e você me pergunta.. como assim?
    é que eu vivo tendo essas crises de insanidade... meus textos são regados de emoção que por vezes não emocionam o 'público'... pq de tão pessoal acaba sendo incompreensível aos olhos alheios.
    e ora.. não ver o tempo passar é bom ou ruim? eis uma reflexão.
    Espero que você fique bem, ok?
    e me deu vontade de te seguir.. sei lá, não costumo seguir logo de cara... mas algo me diz que não vou me arrepender.
    Então se cuida.. e é isso

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto guria.
    E eu que ás vezes acho que aidna tenho 15 anos? (e olha que já vou fazer 19)
    não que minahs atitudes sejam infantis, é só que ás vezes esqueço que tenho 18 aushauhsa
    mas enfim.
    Adorei seu texto e seu jeito louca, devaneadora, confusa e ácida. rsrs
    grande beijo

    ResponderExcluir
  3. http://www.marketingdeinternet.org/

    Todas estas perguntas nós temos a resposta e podemos construir o caminho para o sucesso da sua empresa. Seja ela um pequeno Bufe numa cidade do interior ou uma grande rede de lojas de varejo que queira ganhar o seu espaço na internet.
    Não temos receitas prontas, nem publicamos livros sobre Marketing de internet porque a internet é algo que muda a todo instante e voce precisa ter o Know How de anos de experência para poder oferecer ao seu cliente resultados concretos e não riscos.

    ResponderExcluir
  4. Rodrigo - Espero realmente que não se arrependa de me seguir, afinal, sei que meu estilo não agrada a todos. Eu vou ficar bem, é questão de tempo - sei, sei, é uma ironia. Anyway, que bom que se identificou, fico feliz com isso! (:

    Gabriele - Acho que todo mundo passa por pelo menos um período na vida em que se vê meio que "parado" no tempo, né? Acontece.
    Que bom que gostou do texto (e do meu jeito, flor!). Fico muito feliz quando as pessoas gostam do que escrevo.

    Bjo, povo! (:

    ResponderExcluir
  5. Olá, o problema aqui que percebo, é que você não sabe o que quer, e se sabe, está com dúvidas do que escolher; acho que você está lendo muita porcaria de escritores perturbados ´´interiormente`` e é isso... mas, quanto ao modo como escreve é muito bom!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Anônimo - Na verdade, eu sei muito bem o que eu quero. E não leio coisas de escritores perturbados. De fato, acho que nenhuma leitura deve ser chamada de "porcaria", porque toda a leitura tem seu público alvo e para alguém sempre será boa. O que acontece comigo é que me prendo à situações do passado e, pensando nelas, não percebo que o futuro já chegou. Nada de mais, apenas uma leve nostalgia.

    ResponderExcluir
  7. Oi, na realidade, o teu futuro não chegou, ele permanece sendo futuro, e está intacto (sei que é forma de expressão); Quanto a leitura ter o seu público alvo, isso verdade é; agora ao passo de eu afirmar que nenhuma leitura deva ser considerada porcaria, como você afirma, isso não concordo, e explico: Ex.uma leitura incentivando ao uso de drogas; outra sobre satanismo;ou mesmo filosofias utópicas sem ´´pés nem cabeça``, etc... daí, por favor né. Salvo se for para estudos, para que a seu tempo, possa à refutar.Quanto ao seu passado, liberte-se dele (leia Jo.8:32,36) , ao presente viva-o da melhor forma, e projete o teu futuro! Se precisar de ajuda, estarei aqui, teu Amigo, Anônimo.

    ResponderExcluir

 
Wink .187 tons de frio.