Mantendo-se vivo

Viver. Viver é algo irônico, absurdo, envolvente. A vida te envolve tanto com sua rotina, seus chás, mensagens e pequenas coisas que você nem percebe mais estar vivendo. Apenas vive, sem saber viver. Mas a verdade é que a cada dia que passa conscientizo-me mais de que não estamos vivendo, mas sim sobrevivendo. Sobrevivemos aos ataques de coração, à vida vazia, à falta de amor e falta de alegria. Sobrevivemos à melancolia, à manhãs de domingo com uma xícara de chá, ao vazio inquietante que penetra até os ossos nos dando vontade para ir além de nossas expectativas. Mas nós não vamos, apenas tentamos continuar com nossas vida de sempre, tentamos sobreviver a este mundo de incertezas.

E continuamos, cada dia mais perto do abismo final. A cada manhã o Sol anuncia uma sentença: mais um dia para sobreviver. Será que conseguiremos? Até quando sobreviveremos? A cada dia o relógio corre mais depressa e o tempo escoa, como se fosse um rio que corre incessantemente, cujas águas são águas que levam para o confronto final. Sobreviver é mágico, e estamos tão anestesiados pelas dores do dia-a-dia que nem percebemos a grande façanha que é sobreviver mais um instante, mais um momento.

Nesse anestésico que é o tempo, nós deixamos de lado muitas coisas, apenas porque não queremos nos arriscar. Afinal, se nos arriscarmos talvez não sobrevivamos aquele dia. Talvez. Mas o que é uma vida sem riscos? É apenas uma vida sem ser vivida, sem ser sentida, sem ser apreciada. É apenas sobrevivência. O importante não é sobreviver, mas sim viver de uma forma fabulosa.

(Mia Sodré tem tentado sobreviver)

Things-to-do-today-87579-500-562_large

9 comentários

  1. aah amei seu cantinho, estou seguindo aquui (:
    se puder segue tbm :D

    http://leideanediniz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito das suas palavras e tenho pensamentos parecidos...
    Nos dias de acordar acordar já é algo bom, continuar por aqui, mas apenas sobreviver e existir é o suficiente? Apenas os acomodados não se arriscam e não buscam o que desejam
    como já diria certa frase, prefiro viver 10 anos de uma vida efervescente do que morrer aos 70 e ter passado a vida assistindo TV.
    Seguindo ;)

    ResponderExcluir
  3. gostei. Viver é assustador, mas é maravilhoso.

    ResponderExcluir
  4. Não sei se concordo com você dessa vez. Já se foi o tempo em que sobreviver podia ser considerado uma façanha. Hoje é tudo tão artificial, chega tão facilmente às nossas mãos, que não saberíamos nem sobreviver sem as facilidades que todos temos hoje. Quer um exemplo? Veja o que acontece às cidades quando acontecem apagões. O caos que assola comunidades quando serviços simples como água encanada e energia faltam nesses lugares. Sobreviver hoje é muito fácil, basta usar o cérebro em alguma tarefa específica - o mínimo que um ser humano deve fazer- que a sobrevivência está garantida.
    Já VIVER é outra história. Conto nos dedos as pessoas que realmente vivem. O homem é um ser covarde, está ligado à carne.Viver é divino. Viver é difícil. Viver dói. São semanas, meses de agonia para um dia feliz. Bom, a maioria acha que vale a pena. Eu ainda estou em dúvida!

    ResponderExcluir
  5. Realmente caminhos assim, mas acredito que temos de colocar um proposito em nossa vida. Contudo, este deve estar livre, ou seja, independente das ações do mundo e das pessoas. Devemos caminhar só, hoje compreendo uma passagem bíblica: “Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo.” (Salmo 23.4)
    Nosso senhor anuncia que, não é talvez, haverá, sim, trevas ao nosso redor. Mas devemos ter nele esperança, não é teologia, eu vivo isso. lol *-*
    ___________________

    Respondendo sua pergunta: Eu aceito SIM um especial, meu sonho. Ainda mais elaborado pela MIA, nossa -> #morri/

    ResponderExcluir
  6. Nossa adorei,seu texto é profundo e me faz pensar!
    Adoro seu blog,seus textos são ótimos :n

    Bjos
    http://imodelblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. você sempre incrível!
    as vezes a gente passa o dia tão apressado e esquecemos de notar algumas coisinhas simples, mas de grande importância. Coisas que mudam completamente o meu dia é ver uma borboleta voar, uma flor brincar no vento, a lua dona do céu. São coisas que me fazem querer viver ainda mais!

    ResponderExcluir
  8. :dPlease, clique no link abaixo e vote no Blog da Li:
    http://www.girliethingspt.blogspot.com/

    beijos :g
    http://blogdali21.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Que ótimo texto! Muito bem escrito e construído.
    E, principalmente, verdadeiro.
    Estamos tão envolvidos na e pela levianidade das coisas que esquecemos das conquistas mais importantes.
    Trocamos um sorriso apaixonado por um diploma.
    Trocamos um abraço apertado por um aumento de salário.
    Trocamos a liberdade da reflexão por sexo frio e sem propósito.
    Vivemos nesse mundo de trocas, em que acabamos trocando uma vida por uma existência amena e passageira.
    E como reagir a isso?
    Devemos gritar, virar 180° e nadar contra a corrente?
    Ou não seria mais fácil descansar os músculos e deixar que o rio nos desemboque em algum lugar?
    Nós somos o conformismo de Jack.
    E também sua força de vontade.
    Basta saber quem vencerá a luta.

    ResponderExcluir