My stormy weather

Preciso viver. Preciso urgentemente, invariavelmente, intensamente viver. Há tempos que me sinto assim - vazia, como se nada mais importasse - e posso dizer que não é a melhor sensação do mundo. Mas não é de todo ruim. Sempre fui uma pessoa sozinha, apesar de todos os que estão à minha volta. Sempre tive minha própria visão do mundo, meus ideais e meus porquês. Neste quesito, sempre fui uma pessoa muito particular, me esquivando de toda e qualquer pessoa que pudesse macular minha essência, que pudesse alterar o estado original do qual sou feita - e o qual ainda não descobri completamente.

Ser uma pessoa intensa não é algo recomendável nos dias em que vivemos. Na verdade, ser uma pessoa intensa nunca foi algo recomendado; mas antes havia mais exemplares da minha espécie do que hoje. A sociedade está tão idiota e tão cheia de regras ridículas que apenas aprisionam. Eles dizem ser livres. Mas o conceito deles de liberdade está totalmente ligado à libertinagem - sim, eu sei: são duas palavras parecidas, mas com o conceito extremamente diferente. A maioria acha que se forem libertinas estarão sendo livres porque assim estarão contrariando as expectativas de outros. A respeito disso, tenho duas coisas a dizer; primeiro: praticando a libertinagem você não está sendo livre, você está apenas sendo mais um idiota nesse mundo e não há nada de especial nisso; segundo: você, com essa atitude, não está contrariando a ninguém - muito pelo contrário - está apenas sendo mais uma estatística e sendo exatamente o que os outros esperam: nada.

É basicamente isso que a juventude atual é: um bando de gente querendo ser rebelde, mas que está apenas entrando no sistema e fazendo e exatamente o que eles querem que façam. E ainda me perguntam porquê eu sou sozinha. Prefiro não ter amigo algum do que estar associada à pessoas que não acrescentam em nada, mas que apenas diminuem. Cansei de tentar ser compreensiva com esse tipo de gente, cansei de ser modesta quanto ao que sou. Eu sei quem eu sou, e mais importante: eu sei quem eu posso me tornar. Estou trabalhando nisso. O que posso dizer agora é que eu sou tão transparente como a água; mas tão nublada quanto um dia de inverno. Acho que não poderia me descrever de forma mais específica que isso.

(Mia Sodré is coming for this stormy weather)

Photography%2cgirl%2ctornado%2ctrain%2ctrack%2ctwister%2cstorm-4e4300e1fe27fc9f75ee7323d9ab0af5_h_large

3 comentários

  1. você escreve bem demais, a sociedades é cheia dessas modinhas que tornam todos clichês

    Blog novo, layouts nova perspectiva, layouts de graça para vocês blogueiros.
    Quando chegar em oitenta seguidores postaremos o primeiro layout.
    http://layoutsnovaperspectiva.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. passando pra desejar sucesso sempre, e dizer que seu cantinho é lindo viiu :D
    ps. aceita parceria ? se sim avisa !

    milbeijinhos da annydiniz :*

    http://leideanediniz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Gabriela - Obrigada, querida! Vou passar lá no seu blog, bjo!

    Anny - É bom ler isso, sabia? Thank you.
    Claro, aceito sim! Bjo!

    ResponderExcluir