Ser diferente é normal

Sempre fui esquisita.
Desde pequena sempre fui aquela menina que ficava fora das brincadeiras. Que preferia ler a jogar vôlei. Que - nas raras vezes que brincava - o fazia com meninos. Lembro que na minha turma da 1° série eu era a garota que já sabia ler e escrever muito antes da metade do ano, e que tinha uma caligrafia perfeita, enquanto que minhas colegas mal sabiam escrever o próprio nome e ficavam dançando aquela música chata do Bonde do Tigrão (true story).

Então, quando alguém - como aconteceu há pouco no Tumblr (clique aqui) -  vem me chamar de esquisita, não é nenhuma ofensa pra mim. A primeira vez que tive consciência de que era esquisita foi na festa de aniversário de 4 anos da minha sobrinha mais velha (na época, eu tinha 6). Enquanto todas as amiguinhas dela brincavam de maquiagem e de casinha, eu me sentei juntamente com os adultos e fiquei observando aquelas meninas brincarem pensando o quão estúpidas elas eram por quererem ser mães, brincando com aquelas bonecas como se fossem suas filhas. Então eu percebi que era completamente diferente. Simples assim.

Isso nunca me incomodou. Já tem gente normal demais no mundo, às vezes o esquisito é mais legal que o normal. Freddie Mercury sabia que era diferente desde pequeno, e em uma das cartas que ele mandou para seus pais enquanto estudava em um internato, ele conta como as pessoas o tratavam e que não gostavam dele; batiam nele, humilhavam-no apenas por ser diferente. Mas ele não deixou de ser fabuloso por isso.

Pessoas diferentes - elas existem. Talvez não tanto quanto a moda que há hoje em dia em que todo mundo se rotula por diferente, mas ainda há aquelas pessoas que são realmente esquisitas e não dão a mínima pra isso. E se você for uma delas, por favor, não mude por nada nesse mundo. Seja você mesmo e as pessoas que realmente valerem à pena vão gostar de você, pode ter certeza.

(Mia Sodré nunca perdeu namorado por sua esquisitice.)

284235_248023388558629_100000529102559_930534_5440529_n_large

12 comentários

  1. Gostei do seu texto, você tem talento.
    Sobre o comentário que fez no blog: Ela desenha fraquinho, mas tive que colocar mais contraste ou então não daria para ver direito.
    Susane agradeceu pelo comentário. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Seria sem graça se todo mundo fosse igual. A sociedade que nos induz a fazer certos tipos de coisas, e cá entre nós, o diferente é melhor!
    ;]
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Oi Mia,desculpe estar te encomodando, gostaria de pedir seu voto no meu blog nesta enquete > http://blog-mundo-da-moda.blogspot.com/2011/10/meu-blog-vale-um-premio-votacoes.html é só descer um pouquinho a postagem Meu blog Vale um Premio, que o nome do meu blog é o primeiro da enquete: Heart Dreamer. Não custa nada e em troca estará fazendo uma blogueira feliz *--* Por favor, desde já agradeço. Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Mais um talento perdido na blogosfera.
    Realmente, ser esquisito é melhor que ser normal, é mais divertido! Haha

    Beijos,
    Emily
    placefame.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Eu nunca deixei de brincar de boneca, ou coisas do tipo, mas também sempre me achei a babuina, e ainda acho, porque eu nunca gostei de me maquiar e não gosto até hoje e não tenho ilusões bobas com famosos, a maioria das pessoas não me aceitam do jeito que eu sou, mas eu não mudo por elas,vou continuar indo pra aula/festa de cara lavada e continuar tendo sonhos apenas com meu futuro e não com famosos. Prefiro a realidade,sabe? Adorei seu texto e relaxa, ser diferente (esquisita, não é legal chamar assim, chame de diferente mesmo) é super normal, e os diferentes, são os mais legais, pq ninguém nunca vai conseguir se igualar a eles.Adorei o texto.
    http://senhoritaliberdade.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Eu sempre fui esquisita, já tentei me misturar com as outras pessoas da minha idade, mas...obtive fracasso total. Não suporto as suas piroridades/futilidades.
    Foi bom eu ler seu blog hoje, estava pensando seriamente em tentar mudar de novo. Acho que não vale a pena mesmo.
    abraço, Mia.

    ResponderExcluir
  7. Oi, em, o cat-us Network é pago, ou o registro é grátis? Beijo.

    ResponderExcluir
  8. As pessoas tem mania de querer rotular o estranho do normal. A verdade é que todo mundo é meio maluco, só que cada um tem um jeito diferente de expressar..

    http://queridos-pensamentos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Pâmela - é tudo gratuito, querida. (:

    ResponderExcluir
  10. eu nunca fui muito normal tbm, nunca fui aquela menina meiga que gosta de brincadeira de meninas, queria correr suar, mas com o tempo fui mudando, hoje me considero normal, mas não sei até onde isso é bom...

    tenho que comentar que seus textos cada vez ficam melhores, parabens *-*

    http://devaneiosdeuma-garota.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Mia, me identifiquei com o texto. Todos temos nossas esquisitices.

    ResponderExcluir