Tão conectados e tão sós

Gotas de chuva batem contra o vidro da janela do meu quarto, o ponteiro do relógio corre apressado para alcançar o tempo e no meio disso estou eu, apenas observando tudo e pensando na grande solidão que move o mundo. Pessoas começam a se relacionar por medo. Medo da solidão. Medo de se tornarem pessoas de 35 anos que vivem rodeadas de gatos e mal têm contato com seres da mesma espécie. Medo de que quando forem embora dessa Terra, não deixem ninguém que sinta falta. Medo de serem esquecidas. E é esse medo que impulsiona o mundo a correr contra o relógio do tempo e faz com que meninas de 15 anos cortem seus pulsos por acharem que vão morrer sozinhas. E realmente morrem. Morrem de medo.

Somos tão conectados em nossas redes sociais, em grupos escolares, em tantos meios sociais; mas nunca estivemos tão sós. A solidão assola a humanidade de uma maneira espantosa. E há quem não saiba lidar com isso. Precisamos nos sentir seguros e muitas vezes nos usamos de toda essa conectabilidade atual para termos a falsa sensação de segurança, de companhia. E somos tão sós nesse mundo enorme que precisamos desse conforto, precisamos dessa segurança. A segurança de que alguém irá sentir a nossa falta, a segurança de saber que somos desejados, a segurança de manter nossos medos sob controle.

A sensação de segurança é algo que todos buscamos. Muitos se sentem seguros por conversarem com alguém por algumas horas; alguns se sentem seguros quando são valorizados e outros precisam apenas de um aceno em uma calçada para se sentirem desejados. E essa sensação é maravilhosa, com certeza. Nos fornece mais firmeza de propósito por fazer com que não sintamos tanto o baque da solidão. Porém, o maior perigo de uma sensação de segurança, é que ela pode ser falsa.

Tumblr_lt3480yp6p1qclesbo1_500_large
Esse post foi criado para a tag "Pessoalmente falando" do blog Pronta para Crescer.

11 comentários

  1. Concordo contigo, estamos sempre tão ligados, mas muitas vezes só, e as pessoas que não sabem lidar com isso, acabam fazendo besteira ): Adoreeeeei.
    http://senhoritaliberdade.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Talvez essa solidão aconteça porque apesar de estarmos tão conectados, nos perdemos o contato fisico, os abraços, o calor humano, a vontade de olhar nos olhos, ver o sorriso, de tocar. A facilidade das comunicações "tirou" a graça de estar perto.
    http://www.dinhacavalcante.com/

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. A verdade é que nenhum elemento desse mundo virtual subtitui tudo que acontece fora dele...

    ResponderExcluir
  5. Embora estejamos rodeados de pessoas, nos sentimos só por dentro. Estamos em solidão com nós mesmos!
    Adorei o texto:)
    Beiijos*-*
    http://cartasp-voce.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Adorei o post!
    http://makedecadadia.blogspot.com/
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Amei o post!
    E é verdade tudo que falou, eu por exemplo, até gosto da solidão. Mas tudo em excesso é ruim.
    Não entendo o medo de uma pessoa ao achar que cortar os pulsos, resolverá todos problemas. Costumam achar que a morte alivia, mas na verdade nem sabemos de certo o que é a morte. Para onde vamos? Ninguém sabe e eu não quero descobrir tão cedo. Beijos.

    http://certinha.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Adorei o seu post... realmente você conseguiu falar oq todos sabiam mas poucos tinham coragem de falar q é o medo de ficar sozinho...

    mto obrigada a sua visita e estou seguindo voce tbm...

    ResponderExcluir
  9. Adorei o post.. Antes eu era bem assim mesmo, me sentia muito sozinha e passava a maior parte do meu tempo na internet. Agora que minha vida tá meio corrida e não entro taanto, mas me apeguei :B

    Beijos { http://17ezesseteinvernos.blogspot.com/ }

    ResponderExcluir
  10. Muito bom esse seu texto.
    Li outros,mas esse foi sem dúvidas,um dos que mais gostei!

    ResponderExcluir
  11. É a solidao é tão devastadora que assusta quem nao esta preparado, eu ja tive este medo de ficar só, de nao ser lembrado quando morresse, de nao ter ninguem pra chorar por mim quando eu partisse, mas isso passou e foi tao bom ter passado e eu ter aceitado que nada é importante nesta vida, que por mais que tentamos estaremos sempre a sós. Este "bum" tecnologico criou muitos muros entre as pessoas, as pontes nao chegam aonde devem chegar mais os muros alcançam kilometros esmagadores.

    Um Abraço, segue meu blog, falei nele sobre este assunto anos passado, de uma forma nao tão brilhante quanto vc falou em seu blog, parabéns.


    http://paulosergioembuscadotempoperdido.blogspot.com/2010/06/encontrei-solidao.html

    ResponderExcluir