Comédia dramática

Alice abriu o livro e fechou a cara.
- Tragédia, tragédia, tragédia. Eu sou uma tragédia!
- Não diga isso, menina boba! Você não é uma tragédia. Você está muito mais para uma comédia dramática, isso sim!
- Não, Nana; eu sou uma tragédia! Olhe para mim: eu estou sempre sozinha e isso não se dá por eu não ser interessante ou pela falta de aproximação dos outros. Isso se dá porque eu sempre acabo afastando as pessoas de mim, mesmo sem querer. Eu sempre me saboto, Nana!
- Oras, então pare com essa autossabotagem, Alice. Seja uma pessoa simples. Por que você não pode ser simples e se contentar em sair e se divertir com as meninas Thompson?
- Porque eu não sou simples, Nana. Eu sou uma tragédia, já lhe disse isso. Que graça tem em ficar falando sobre rapazes com as meninas Thompson se eu posso estar fazendo engenhos de como voar? Ah, eu queria ser um pássaro, Nana, um pássaro. Então eu voaria e zombaria de todos vocês por não poderem me alcançar.
- Não diga tolices, menina! Ninguém pode voar, todos sabemos disso. Se insistir com essas sandices, te mandarão para o Dr. Shulders, e você sabe o que acontece com pessoas dotadas de ideias malucas como as suas, não é?
- Não tenho medo do Dr. Shulders, Nana; você já deveria saber que sou mais esperta que ele. Se me prenderem, eu fujo; simples assim. Eu sou fabulosa, querida, e é por isso que nunca serei pega.
- Quanta sandice para uma só menina! Primeiro, você diz que é uma tragédia, depois diz que é fabulosa. Decida-se!
- Mas é verdade, Nana: eu sou uma tragédia. Tragédias quase sempre são chamadas de fabulosas, comédias não. Por isso eu não sou uma comédia; eu sou uma fabulosa tragédia, daquelas que vão para as calendas gregas. É isso, Nana: eu sou grega. Tenho quase certeza de que fui Helena de Tróia, na verdade. Ou talvez tenha sido Olímpia, por que não?
- Por Deus, Alice, vá para a cama antes que me deixa tão louca quanto você. Amanhã espero que já tenha esquecido dessas sandices.
- Nunca, Nana, nunca esquecerei de meus sonhos. Mas farei o que me pede: irei para a cama. Por enquanto. Quem sabe eu não fuja ainda esta noite para as Índias? Mas pode ter certeza: eu ainda farei algo pelo qual serei lembrada.

Alice adormeceu durante o silêncio noturno e o pio de uma coruja, mas em sua mente ela planejava toda sua vida, como se fosse um mapa mental, e ela sabia que um dia as coisas mudariam, porque ela podia fazer melhor.
392589_10150381707888019_290677623018_8407468_1716400180_n_large
Pessoal, esse é o início de um conto. Se vocês tiverem paciência de lê-lo, parte a parte, postarei o resto até o fim do ano, ok? Espero que gostem. Kisses. 

16 comentários

  1. Me identifiquei muito com a história, parece que foi feita pra mim!
    Vou acompanhar Mia, já estou ansiosa.

    ResponderExcluir
  2. Essa meninha é doidinha ^^
    Vou acompanhar cada capítulo.
    http://nerdsferas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Adorei, vou acompanhar sim, sem dúvidas Mia.
    :)

    Hoje passo para convidá-la a conhecer o novo texto do Distracting, feito em parceria com um blogueiro fantástico.
    Espero sua participação!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito! Se você postar mais eu certamente vou ler ;)

    Beijos,
    http://rockmyshoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Prazer, sou a Alice! usahusahus, foi feito pra mim 2
    vc escreve muito beem!
    Esperarei a continuação dos contos, amo contos!

    ResponderExcluir
  6. Se ~se?~ eu tiver paciência de acompanhar o conto? Eu quero um livro dessa história! KK adorei, de verdade.

    Beijos, Livros e Coisas Menos Incríveis.

    ResponderExcluir
  7. Despertou muito o interesse.

    Em quantas partes será que vem?

    http://www.classibel.com.br

    ResponderExcluir
  8. haa. ai sim em.. geral fazendo conto, e geral me surpreendendo.
    mentira so vc e a Ste. haha

    continue contineu. xD

    ResponderExcluir
  9. comecei a ler sem querer mesmo, mas acabei me interessando e com certeza vou ler o próximo cap!
    Muito bom, parabéns!
    beeijos!

    recantodalara.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oba, um conto! E parece ser dos bons, gostei de Alice. Ela é bem diferente, haha. Continue, quero ler mais!
    http://www.dinhacavalcante.com/

    ResponderExcluir
  11. Mia Amada o primeiro comentário foi meu (Nara Marcelino) o perfil da minha irmã estava logado e nem vi. Sorry.

    Repetindo: MUITO EU *________________*

    ResponderExcluir
  12. Eu adoreiiiiiiii*-*
    Continue postando hein!
    Mia, tu canta? Faz covers? Vou começar uma campanha pra ti postar os vídeos, hein.
    Beiijos:)
    http://cartasp-voce.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Eu canto!
    Até faço, só que nunca posto eles. Mas eu estou pensando seriamente em começar a postá-los. *--*
    Bjo, Duda.

    ResponderExcluir
  14. Aaah, eu adoro teus contos. E já gostei da Alice. Quero ver logo o final.
    Beijo ;*

    ResponderExcluir
  15. Uau, acho que se você tem que sonhar mesmo,por mais que seja sonhar em voar, você tem que sonhar, porque sonhos são mágicos, totalmente mágicos. Adorei '-'
    http://senhoritaliberdade.blogspot.com/

    ResponderExcluir