Menina apaixonada

A menina apaixonada planta uma flor. A menina sabe que a terra do local não é a mais propícia e que a estação não é a correta pra aquela pequena flor vingar, mas mesmo assim ela a planta pra que a flor não morra. Todos dizem: "olha só que menina boba; plantou uma flor em solo árido; mal sabe ela que a flor nunca vingará." Mas ela não dá a mínima. Todos os dias ela vai lá, no meio daquele semi-deserto, água seu projeto de flor, constrói uma proteção contra o sol e fica lá, observando aquelas nuvens escassas no céu e alimentando sua sementinha com esperança. 

Um dia, surge algo verde em meio aquele sertão: é a sementinha que começou seu processo para virar flor. A menina chora de alegria e faz de suas lágrimas alimento de esperança para aquela vida - vegetal, mas ainda sim, vida - que cresce sem saber da maldade do mundo ou da secura da terra. Sua semente estava vingando e ela a chamou de Amor. Então todos os dias, a menina apaixonada ia até a terra seca para cuidar do seu Amor e o regar com as lágrimas da esperança.

A pequena flor se fez grande, rosa, linda e exuberante. A menina apaixonada exibia seu Amor em meio à secura de uma terra árida e as pessoas começaram a reparar naquilo. "Olha lá" - elas diziam - "parece que realmente vingou esse tal de Amor. Quero só ver até quando isso vai durar." A menina apaixonada não se importava com esses comentários secos. Ela amava o Amor, que era muito bem cuidado e crescia lindamente em meio à sequidão.

Até que um dia, chegou uma velha senhora chamada Inveja e se aproximou da menina apaixonada e de seu Amor. Com suas mãos secas e suas unhas afiadas, ela arrancou Amor da terra e lhe despedaçou suas pétalas. A menina apaixonada começou a chorar. "E agora, olhe o que você fez!" - gritava ela - "Você matou meu Amor! Por que isso?" Inveja, com um ar triunfante, disse: "Enxugue essas lágrimas, sua boba. Todo Amor deve morrer, e esse nem era pra ter nascido em meio à sequidão."

A menina apaixonada sai abalada daquela terra árida, com suas lágrimas de esperança caindo pelo chão. Mas ela não desiste: sabe que as sementes do Amor são mais fortes que as garras da Inveja, e sai plantando pelo caminho todo, amores de todas as cores e tamanhos. E a vida renasce, reanima, prevalece naquele sertão ensolarado chamado Coração. 

16 comentários

  1. Participa do meu concurso ? http://ingridsakamotodossantos.blogspot.com/2012/01/concurso-i-want-release.html?showComment=1325941601119#c7401493674082201182 Obrigada.

    ResponderExcluir
  2. Que texto lindo!!

    http://theprettylittleworld.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Que lindo, Mia!
    Amei a forma que soube comparar o amor com uma flor, achei muito inteligente e o texto ficou belíssimo, desses que a gente pensa "como não pensei nisso antes?". Gostei, de verdade.

    ResponderExcluir
  4. Realmente a comparação foi linda. Assim como a flor, o amor é bastante delicado... Morre fácil. Mas ainda bem que a menina apaixonada venceu :)
    Beijo!
    Bruna - http://confesionesenpalabras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Awn que texto lindo, que compração linda. Por mais que a inveja tente acabar com o amor, ele sempre será mais forte.
    Beiijos:)
    http://cartasp-voce.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Mesmo que a inveja tente arrancar o Amor do coração "seco" da menina, o Amor vai renascer, porque, como você disse, as sementinhas do Amor são bem mais fortes que a garra da inveja e ele sempre vencera!
    Amei esse texto e a comparação ficou demais!
    http://senhoritaliberdade.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. A comparação foi muito bem feita, sério, nunca havia pensado dessa maneira, mas faz muito sentido!E quanto à inveja, é como dizem ''não grite alto sua felicidade, a inveja tem sono leve.'' mas o amor sempre vence, eu espero.

    http://trespontinhos-reticencias.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Concordo com os comentários acima, a comparação foi muito boa. Queria eu ter o dom de escrever desse jeito! A inveja é o sentimento mais abominável.

    ResponderExcluir
  9. Estava há um bom tempo sem entrar no blog e sinto que hoje peguei seus melhores textos pra ler. Já é uma boa escritora, de verdade.

    ResponderExcluir
  10. O texto é melancólico e a comparação é muito inteligente. Poucos conseguem expressar o amor com sutileza, leveza. Parabéns, linda a história.

    ResponderExcluir
  11. Que lindo seu texto!
    "sabe que as sementes do Amor são mais fortes que as garras da Inveja"

    http://myheart-j.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. aaah, amei a comparação!! hah só vc mesmo Mia pra ter essa criatividade e comparar com os estágios de uma plantação. *-*

    ResponderExcluir
  13. Liindo! Seu texto me fez lembrar uma música muito linda do Henrique Cerqueira que faz a mesma comparação, do amor com a flor. É preciso cuidar.
    http://www.dinhacavalcante.com/

    ResponderExcluir