O pescoço da criação

Eu nunca dei a mínima pra o dia internacional da mulher por um simples motivo: para mim todo dia é dia da mulher. Não estou falando isso só pra ser do contra e dizer que o dia dedicado às mulheres não têm tanta importância assim. Estou dizendo isso porque é verdade. Desde os primórdios da humanidade são as mulheres que movem o mundo. Infelizmente nem sempre pudemos tomar nossas decisões diretamente - já que a versão bíblica de que a mulher só serve como enfeite e para fins de procriação ferrou com nosso direito de independência desde sempre - mas sempre as tomamos indiretamente. Ou seja, na base da manipulação mesmo.

Se Darwin e sua teoria de que nos adaptamos conforme o ambiente e apenas os mais fortes sobrevivem estava certo então é correto dizer que a mulher, com o passar dos anos, criou um forte instinto de sobrevivência através da manipulação. Tanto que às vezes uma mulher nem sabe ao certo que está manipulando alguém, mas sim ela está e nem se dá conta. Isso porque dizer que uma mulher é manipuladora e dizer que uma mulher é mulher é a mesma coisa. Não que ser manipuladora seja ruim. Manipular as coisas é ter controle das situações e conduzi-las com sutileza até seu objetivo. Nada de mais nisso. Apenas sobrevivência.

Há uma frase no filme "Casamento Grego" (aliás, filme antigo mas recomendadíssimo) que diz: o homem é a cabeça mas a mulher é o pescoço, e o pescoço pode virar a cabeça pra o lado que ele quiser. Essa é uma verdade incontestável. Veja por exemplo as histórias de Ester, Madame de Pompadour, Maria Antonieta, Joana D'Arc, Elizabeth I, entre tantas outras mulheres que comandaram parte da história do mundo em seus tempos. Basta ler essa matéria da Superinteressante para entender o porquê as mulheres comandam o mundo. É uma questão genética e apesar de toda a "castração" que o machismo (aliado à igreja) fez e ainda faz com as mulheres, cada vez mais tomamos espaço.

Note-se que eu não sou feminista. Sou anti-sexista: acredito na igualdade das pessoas, independente de elas serem portadoras do cromossomo X ou Y. Mas é fato de que a mulher sempre foi oprimida na história. Poucas foram as que realmente se destacaram, as que deram a cara a tapa. Mas é fato também de que a real opressão às mulheres se espalhou nos tempos bíblicos. (Nada contra a Bíblia, afinal eu sou cristã, mas que a Bíblia é um livro muito machista, isso é.) Nas sociedades mais antigas a mulher era reverenciada como um ser divino, a quem tinha o "poder" de trazer crianças ao mundo, de gerá-las, de criar os futuros guerreiros da humanidade. Partindo desse princípio podemos afirmar que a sociedade regrediu - e muito - nos últimos dois milênios.

Freud só ajudou a reforçar toda a base de uma sociedade machista ao afirmar que a mulher invejava o pênis. Sim, Freud era extremamente machista e particularmente eu não gosto dele nem de suas teorias. Claro que algumas são válidas, mas este não é o caso. Na série Desperate Housewives, há uma cena em que Bree está em uma consulta com um psicólogo em que há o seguinte diálogo:

Teorias freudianas à parte o fato é que sim, a mulher tem ganhado espaço na sociedade e está cada vez mais se libertando do estereótipo de fabricadora de gente para o de mentora do mundo. Quanto a mim? Eu tenho orgulho em ser mulher e satisfação por não ser homem. Porque a mão que balança o berço é a mão que rege o mundo. E essa é a verdade. 

15 comentários

  1. Adorei!!!!
    Você escreve super bem..

    http://thelovelily.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Adorei Mia, arrasou, nada a acrescentar! E eu não sabia dessa postura de Freud diante das mulheres , to pasma ! hehe Beijão, www.spiderwebs.tk

    ResponderExcluir
  3. Seu post foi de uma inteligência sem explicação viu, eu não li a Bíblia toda, mas sei que ela tem suas teorias meio machistas em relação a sociedade em que vivemos. E sim, nós manipulamos mesmo, ter as coisas em nosso controle é o melhor que pode acontecer, somos organizadas e sensíveis aos detalhes,rs. Brincadeiras a parte, nunca tinha pensando por esse lado, de nós mulheres sermos manipuladoras e não sabia de Freud também, gostei da cena da série, já ouvi falar dessa série,mas nunca parei pra ver, já me conquistou só com essa cena. rs

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Olha, concordo com a sua postagem em gênero, numero e grau. Só tem um pequeno equivoco para mim. A bíblia não tem nenhuma teoria machista, o que faz bíblia ter teorias machistas é a forma como as pessoas a interpretam. É claro que metade da sociedade dá ouvidos para aquelas pregações medíocres que só dizem que as mulheres servem somente para parir. Mas a verdadeira interpretação da bíblia é a seguinte: mulher não foi feita dos pés para ser pisada e nem foi feita da cabeça para ser superior, mulheres foram feitas da costela para ser IGUAL.
    Postagem ótima como sempre Mia, um grande beijo.

    http://itgirl-sweet.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juliana, quanto a questão bíblica, me explico: não estou falando da criação do homem e da mulher, muito menos na narrativa da mulher ter iniciado o pecado induzida pela serpente e ter ferrado a humanidade dessa forma. O que me refiro a machismo na Bíblia é principalmente nas cartas de Paulo. Especificamente nas partes em que ele diz: "e isso digo eu, e não Deus". E há muitas partes como essa em suas cartas. É claro que o homem se usou muito dessas passagens para justificar seus atos de machismo, mas que há passagens que são margem para isso, sim, há. Infelizmente.
      De qualquer forma fico muito feliz de você ter gostado do meu ponto de vista, Ju.
      Bjo. (:

      Excluir
  5. Como já citou a Jennifer e eu faço questão de reafirmar ''Seu post foi de uma inteligência sem explicação viu'' Meus parabéns infinitos ;D Eu fiquei realmente admirada, nunca lido algo tão intelectual sobre as mulheres. O tema foi maravilhosamente bem abordado *_*

    ResponderExcluir
  6. Adorei, suas palavras mostram a menina de opinião que tú és, é incrível tua visão do mundo.

    http://iasmincruz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Olha, Mia, eu concordo com boa parte do teu texto! Hahaha. Só queria fazer duas observações: não concordo at all que manipulação seja uma característica feminina. Algumas pessoas podem ser manipuladoras e pronto. Um ou outro fator podem levar alguém a agir dessa forma, é claro, mas não acho que seja questão de evolução, nem de biologia, nem nada. Não gosto dessa naturalização do comportamento humano. xD Somos seres culturais, é complicado definir o que é natural e o que é social.

    A outra coisa é que tu disse ali que não é feminista e tal, mas que é anti-sexista. Só que o feminismo É anti-sexista! HAHAHA. Ele também acredita na igualdade entre os gêneros, etc. Acho que as pessoas fazem muita confusão a respeito disso. Acho até que tem muita gente que faz questão de não entender o feminismo mesmo. :P

    Bom, me estendi horrores aqui, hahaha, mas eu me empolgo com essas coisas. Meu TCC é mais ou menos nessa linha de pensamento e é sempre bom ver o que as pessoas têm a dizer. ^^

    :*

    http://hey-london.net

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, Camila, eu sei que o feminismo de verdade é anti-sexista. Mas como a maioria enxerga o feminismo como revolta sem causa e nada de direitos iguais, então eu prefiro essa expressão. Acho que as pessoas entendem melhor dessa forma.
      No caso da manipulação: ainda não conheci nenhuma mulher que não seja manipuladora. Não que elas não existam: eu creio que sim. Mas mesmo as que não manipulam já têm o "dom" para quando for necessário. Ou como dizem: mulheres podem ser ardilosas quando querem. ;)
      Mas eu entendi a sua opinião. É sempre bom ter o comentário de pessoas que entendem do assunto.
      Bjo.

      Excluir
    2. *Sorry, eu consegui errar seu nome. Vamos de novo: Kamylla. Pronto, agora acertei. *-*

      Excluir
  8. Muito bom Mia, a mulher realmente tem se destacado e tirado o preconceito de que mulher é sempre a submissa, a dependente, que ela não pode ser tão boa quanto os homens no que faz. E viva a nós, mulheres!

    ResponderExcluir
  9. Manipuladora, vaidosa, fresca e defensora dos ideais das mulheres, quando justos e fundamentais. Mas não me considero uma feminista assídua. Quanto à questão religiosa, não digo nada. Não falo sobre o que não sei. Excelente texto!

    exclusivoparagarotas.tk

    ResponderExcluir
  10. Nossa muito fofo seu blog, simplesmente adorei! Estou seguindo com todo o prazer!

    http://somethingaboutbooks.blogspot.com tá rolando promoção de GOSSIP GIRL, participe e concorra a primeira temporada completa!

    ResponderExcluir
  11. Gostei do post, se formos pensar por um lado,todos os dias são o dia da mulher. Obrigada pela dica no meu blog,já estou indo arrumar o cabeçalho.
    http://perfeitamenteteen.blogspot.com

    ResponderExcluir