Meu amor é alérgico

Freddie - awesome - Mercury certa vez disse:
I feel that maybe that’s what my love is - dangerous. I haven’t actually analyzed myself, but after all these years I just feel I’m not a very good partner for anybody, and I think that’s what my love is. My love is dangerous. Who wants their love to be safe anyway?
Apesar de ele ter sido um virginiano e eu costumar brigar a tapa com virginianos, concordo plenamente com a maior parte das coisas que ele dizia. Principalmente com a afirmação acima (Google Tradutor pra quem não entendeu!).
Meu amor não é apenas perigoso. Eu não sou apenas um cristal que se parte por qualquer coisinha e causa cortes e cicatrizes terríveis nas pessoas. Eu também causo alergia. Causo reações. Causo efeitos colaterais.

A verdade é que meu amor é tão alérgico que eu tenho a maior pena de quem me ama, de quem se dispõe a usar um antialérgico todos os dias apenas para poder lidar com meu humor passivo-agressivo e com minha inconstância emocional.
Tenho pena de quem se aventura nesse redemoinho maluco que assina pelo meu nome. De quem tenta segurar um tornado em plena rota de destruição. De quem tem coragem o suficiente para empinar pipa em meio a uma tempestade de raios.
Porque é isso o que eu sou: uma tempestade. A diferença é que nunca se sabe com qual intensidade eu vou aparecer.

Posso ser apenas uma chuvinha rala de fim de tarde, assim como posso ser um tornado. Tudo depende da fase lunar. E do ciclo vermelho, é claro.
Porque durante o ciclo vermelho, meu bem, eu viro é enxurrada (em todos os sentidos).

Apenas mais um texto randômico sobre como eu não sirvo para estar em um relacionamento com ninguém além de mim mesma. 

19 comentários

  1. Adorei ! E me identifiquei muito com teu texto !
    Bjs !

    ResponderExcluir
  2. uiuiui, ja namorei com virginiano e realmente n deu certo..bem complicado e com eu sou leonina ai lascou tudo....
    gostei do bloggg

    http://loucapornada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. blá, blá mais blá. Poupe-me. Sabe por quê? Porque quem te amar, vai te amar extamente do jeito que você é. Sem tirar nem põr. E eu sei que a senhorita, deve ter ouvido isso que eu tô falando centenas de zilhões de vezes. Eu sei. Mas... é a realidade. Não é que o amor seja assim ou assado. Ele nunca o ''é''. E por quê? porque ele é indefinível. Quer queiras... quer não, o amor vai ser sempre assim. Essa grande interrogação. Onde quem nos ama de verdade... não sabe porque nos ama. Ou vice-versa. Amor que é amor não tem explicação. Amor que é amor é esse estar apaixonado até por todas as imperfeições da pessoa. É vocês segurarem a barra, e vêr que os problemas existem pra provar que isso sim é amor. Porque ''amor perfeito'' não existe. Mas sim o real. Aquele de vocês brigarem, suportarem as crises um do outro, mas por no final vocês se entendem. E é continuarem amando um ao outro como na primeira vez em que se conheceram. Vivendo e aprendendo dona Mirian. Relacionamentos verdadeiros não são perfeitos. Mas estão aí para provar que toda tampa... tem sua panela. Quer queiras... quer não.

    ResponderExcluir
  4. Vi uma parte de mim no seu texto, mas acho que no final, essas pessoas são as que mais se vale a pena conquistar, afinal - como dizem - "Nada que é bom vem fácil".

    Beijos ♥
    Garota de All Star

    ResponderExcluir
  5. Olá, parabéns pelo seu blog!
    Se você puder visite este blog:
    http://morgannascimento.blogspot.com.br/
    Obrigado pela atenção

    ResponderExcluir
  6. É Mia, também acho que não sirvo pra ninguém, porque ninguém me aguenta. Ninguém suporta meu jeito maluco de enxergar as coisas, meu stress, minhas manias, meu jeito sentimental de ser e blá blá blá.
    Eu tô só na espera se esse amor tiver de chegar que chegue, se não chegar, tudo bem...

    ResponderExcluir
  7. Eu pensava a mesma coisa.
    Ás vezes penso sobre morar junto.
    Eu penso que quem mora comigo não consegue ser feliz kkkkkk.
    Eu devo ser insuportável, muito boa em alguns momentos, mas uma onça em outros.
    Mas tá aí. a gente encontra um dia alguém que se encontra perfeitamente nesse quebra-cabeça.

    http://gabipuppe.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Mais um blá blá blá egocêntrico de aquariana, mais uma compreensão incomparável e mais uma coisa que eu também não consigo explicar. Aos homens que me amam; cuidado. Eu sou do mal. Assim como minha amiga Mia Sodré.

    ResponderExcluir
  9. Em quesito relacionamento sou péssima,sempre arranjo um jeito de estragar tudo, tem dias que nem eu mesma me suporto, principalmente quando decido estar dramática. Tenho variações de humor repentina, estou rindo em um momento e no outro só quero ficar só, para conviver comigo tem que ter muita paciência.

    ResponderExcluir
  10. Grande Mercury! Ótimo texto, Mia! virgulaassassina.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. "eu não sirvo para estar em um relacionamento com ninguém além de mim mesma. " adorei auhauha acho q tbm sou bem assim Y_Y adorei o texto, e o blog tbm (:
    xo,
    its-becky.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Acho que todos temos uma parte perigosa, não é, Mia? Essa parte pode ser pequena ou muito, muito grande. Mas, se alguém se dispõe a nos amar, tem que lidar com a porção de perigo que temos- sendo ela grande ou pequena.
    E quanto a parte de não servir para estar em um relacionamento com ninguém além de você mesma, acho que depende de como você vê. Mas também me sinto assim de vez em quando(muitas vezes, hahá.)
    Beijos,
    http://menina-do-sol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Então curta seu relacionamento com você mesma, oras. Ninguém PRECISA de outra pessoa pra ser feliz. A gente ESCOLHE ter outra pessoa junto.

    (Mas também acho que todo mundo tem uma tampa de panela por aí. Até frigideiras.)

    ResponderExcluir
  14. Me sinto exatamente assim, e concordo com a Mareska (?) que ninguém precisa de outra pessoa pra ser feliz :D
    (MAS AS VEZES ISSO DÓI :| )
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Mia, não estás sozinha, viu!? Sou assim também, super variante.

    Quem disse que ninguém é feliz sozinho, certamente não nos conhecia!

    Beijos,
    santaironia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Haha, adorei o texto , me vi nele e isto já basta pra eu gostar mais ainda. Eu realmente sou uma tempestade e nem eu mesma sei com que intensidade ela vai estar daqui a pouco ou amanha e como você disse " eu não sirvo para estar em um relacionamento com ninguém além de mim mesma".

    http://relembrandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Então curta seu relacionamento com você mesma, oras. Ninguém PRECISA de outra pessoa pra ser feliz. A gente ESCOLHE ter outra pessoa junto.

    (Mas também acho que todo mundo tem uma tampa de panela por aí. Até frigideiras.) [+1

    Eu realmente não sei o que comentar, só posso concordar com esse comentário acima que copiei UHASHUSAUHSAUH e dizer que a maioria de nós se sente assim, mas nem sempre é como a gente pensa! O relacionamento com duas pessoas é assim, tem dias que vai ter uma chuvinha outras tempestade, ambos (os dois) são assim, não coloque a culpa só em cima de ti ok? :)

    http://rascunhosdasuuka.com

    ResponderExcluir
  18. Sempre tive essa sensação de que meu amor é perigoso. Meu problema é mental. Tento me controlar, mas adoro joguinhos. Isso é tão mesquinho. Não consigo somente pular de cabeça e viver, preciso testar as pessoas.

    ResponderExcluir
  19. AMEI o texto e super me identifiquei com ele. Sou assim também... Posso ser uma chuvinha, posso ser um tornado. Tudo depende dos momentos.

    ResponderExcluir