da vontade de ser flor


Queria ser flor, delicada, cheirosa, viver entre os campos, ser limpa pela chuva e iluminar sorrisos nas faces de quem a encontrasse.
Era espinho sem flor, cacto que mal precisava de água, em meio a um deserto sulista de corações gelados e sangues quentes.
Desejava ser tocada, apreciada, compreendida. Mas quem a via, via espinho, via ferimento, via sangue, via dor. Dentro dela havia água, haviam cheiros, havia rosa, havia esplendor.
Era espinheiro com alma de flor. Era a contradição de uma espécie. Era uma boba. 

22 comentários

  1. Adorei Mia, trás uma boa reflexão... de como somos e como muitas vezes ser diferente. As vezes vemos algo mais bonito e queremos ser como tal, mas cada um de sua forma é especial.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que texto lindo, sério. Achei essa parte linda: "Mas quem a via, via espinho, via ferimento, via sangue, via dor.". Ótimo texto.


    JMDI
    SWODG

    ResponderExcluir
  3. Que texto lindo. Me fez pensar em muitas coisas lendo. Gostei do jeito como escreveu. Beijão <3

    www.detalhesamor.blogspot.com | @keithpappen

    ResponderExcluir
  4. Adorei!
    Ficou delicado, poético e divertido.
    =)

    ResponderExcluir
  5. Quero abraçar um cacto. Apenas isso.

    inconstanteando.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Lindo texto!
    Acho que quando eu olhar um cacto da próxima vez, minha reação será diferente.
    Muito legal a sua reflexão (:

    Beijos,

    Mari
    http://www.caixadamari.com/

    ResponderExcluir
  7. "Era espinheiro com alma de flor. Era a contradição de uma espécie. Era uma boba."

    Sei bem como é ser contradição de uma espécie. Até foi um dos fatores que têm me deixado com muita vontade de ver "As Vantagens de Ser Invisível", ser uma contradição.

    Adorei o texto.

    Enrique-sem-H, direto da Terra do Nunca.
    www.discipulosdepterpan.com.br

    ResponderExcluir
  8. Ah, que lindo, Mia:) Muitas vezes não vemos a flor que reside dentro de cada um, né? Amei♥
    Beijo, guria:)
    http://menina-do-sol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. AMEI! Me lembrou de uma das questões da UFRGS de literatura. haha

    Beijos,
    santaironia

    ResponderExcluir
  10. Achei muito engraçadinho, e maneiro :P
    hahahahaha

    ResponderExcluir
  11. AMEI, ficou muito legal!


    "Era espinheiro com alma de flor".

    Beijoos,


    http://docesonhos-jeh.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Sempre quis ser passarinho que pudesse voar pra bem longe do ninho, mas que quando sentisse saudade, voltasse... Beijos

    ResponderExcluir
  13. Que lindo Mia ♥ Fiquei com pena dos cactos...:c Você vai ser uma escritora famosa quando crescer! Pode ter certeza! Haha :)

    Beijos,
    Mai
    Nem te Conto!

    ResponderExcluir
  14. Que lindo Mia ♥ Fiquei com pena dos cactos...:c Você vai ser uma escritora famosa quando crescer! Pode ter certeza! Haha :)

    Beijos,
    Mai
    Nem te Conto!

    ResponderExcluir
  15. "Desejava ser tocada, apreciada, compreendida. Mas quem a via, via espinho, via ferimento, via sangue, via dor. " me identifiquei demais! E Mia, sou a Lara do antigo Rascunho-Errado, o blog não existe mais, exclui tudo aquilo e criei um novo, acho que 2013 precisa de mudanças... então como estou nos blogs parceiros e o blog não existe mais já pode retirar ele de lá... :c
    Hm beijos!
    alien-days.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Que coisa linda!!! Quem me dera saber escrever textos tão curtinhos e profundos e sabedores de sí como este! Parabéns! Não venho muito aqui, mas sempre que venho não me arrependo!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  17. Bela metáfora, Mía. As vezes é melhor ser um "espinheiro com alma de flor", do que logo já se mostrar uma flor, de fato. O legal é intrigar, é descobrir, é desvendar.

    ResponderExcluir
  18. Que lindo! Ótima metáfora, afinal, quem nunca se sentiu assim?

    Amei! <3

    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Que fofo ♥
    Você escreve tão bem Mia, é uma lindo texto ^^
    Adoro as suas postagens *_* Gostei muito do texto sobre o livro da Liana, eu faço parte do site Novos Escritores, uma rede social pra incentivar os novos autores e é muito bonito ver o valorização das obras nacionais *_*
    Beijos!
    Juliana Skwara
    http://www.momentolala.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Metáforas assim andam sendo tão frequentemente usadas que poucas vezes encontro ao particular em meio a elas; a sua, por outro lado, não vai cair no meu esquecimento por um bom tempo. Gostei muito.

    ResponderExcluir
  21. Uau define. Parabéns por escrever tão bem.

    ResponderExcluir