Estigmas da luz

Há alguns dias me inscrevi para participar do booktour da Selo Brasileiro, onde sete livros passarão por sete blogueiras e serão resenhados em seus respectivos blogs. Tive a sorte de ser uma dessas blogueiras e de receber, como primeiro livro do tour, Estigmas da Luz, da também aquariana - obviamente - Liana Cupini.

Confesso que já tive preconceito com literatura brasileira - assim como creio que todos (ou a maioria) já tiveram -, porém devo dizer que me surpreendi positivamente com esse livro (e com alguns outros também brasileiros que li recentemente e brevemente serão resenhados por aqui).

O livro conta a história de Aurora e Tomas, dois irmãos gêmeos - porém nada parecidos - brasileiros, que há dois anos haviam ido para a clínica do Dr. Kuan, nos EUA, fazer um tratamento para um doença misteriosa que eles próprios duvidavam ter. Contudo, eles pareciam mais prisioneiros do que pacientes na tal da clínica estrangeira, longe da família, amigos, convívio social...
Até que certo dia Tomas arquiteta uma fuga e leva Aurora para uma ilha escondida que é habitada por nefilins. E é aí, pessoas, que tudo, de fato, começa.

O que mais gostei no livro foi que ele não é nada previsível. Quer dizer, as reviravoltas da história são incríveis, e todos os lados são mostrados igualitariamente.
E sucedeu que, quando os filhos dos homens se multiplicaram, naqueles dias nasceram a eles filhas formosas e belas. E os anjos, os filhos dos céus, as viram e cobiçaram. E disseram uns aos outros: "Venham, escolhamos para nós esposas, dentre as filhas dos homens, e geremos filhos para nós."
Livro de Enoque
Só digo algo, senhores: quem gosta de história (e toda a polêmica bíblica de anjos, nefilins e esse povo todo que foi retirado, em grande parte, dos escritos bíblicos no Conselho de Niceia) vai gamar na história de Liana. Apenas isso. 

5 comentários

  1. É, este livro é um que eu não compraria. Não curto muito ler histórias que mexem com religião, não pela polêmica, mas é que "releituras" de textos bíblicos e coisas assim geralmente, repito, GERALMENTE, tendem a dar merda.
    Mas às vezes não dão.

    ResponderExcluir
  2. Parece interessante...
    Não leio muitos livros de autores brasileiros e deveria sentir por isso, eu sei. Talvez Estigmas da Luz seja um jeito legal de conhecer mais autores brasileiros.

    Beijos,

    Mari
    http://www.caixadamari.com/

    ResponderExcluir
  3. Bom, acho que é meio idiota esse preconceito com autores brasileiros- mesmo eu tendo um pouco-, levando em conta que, querendo ou não, somos brasileiros.
    Não é exatamente o tipo de leitura que estou acostumada a ter, mas parece ser bem interessante:)
    Beijo, Mia♥
    http://menina-do-sol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Parece muito bom Mia, e é incrível como a literatura brasileira cresce a cada dia e é mais aceita. Temos livros bons aqui, basta valorizar;

    ResponderExcluir