Das reflexões noturnas.


Seria muito fácil.
Nem precisaria usar um travesseiro. Bastaria deitar confortavelmente a cabeça, como sempre faço, e esperar o sono eterno chegar por baixo de minha coberta grossa que ficaria ainda mais com o peso de minhas mãos e minha respiração entrecortada por causa das alergias.

Não precisaria de dor.
Apenas uma agonia que poderia ser comparada à agonia viva de existir e não viver.

Ou eu poderia usar meus remédios.
Quantas pílulas são necessárias para que pare de doer a alma? Para que pare de doer a vida? 4, 5, 6? O que aconteceria se as tomasse todas, uma após a outra?

Será que alguém se importaria?
Provavelmente sim. Mas pelos motivos errados. Motivos egoístas - não o querer me ver bem, mas o querer me ver bem segundo suas expectativas. Motivos que não me fizeram ficar bem antes e não me fazem bem agora.

Será que meus sobrinhos se lembrariam de mim ao crescerem?
Provavelmente. Através de sombras, de fotos, de lembranças esquecidas, de coisas que poderiam ser e não são.

De um futuro que passou.
Mas isso também não importa.

6 comentários:

  1. Adorei... Gosto bastante do que você escreve, me inspira, sabe?!
    Nunca conseguiremos agradar a todos e com certeza a quem não agradamos lembrarão-se de nós da maneira que querem e não da maneira que realmente somos. Ou da que tentamos transmitir :3

    ResponderExcluir
  2. Hey, não faça isso. É difícil viver quando o presente é uma merda e o passado é terrível. Mas viva pelo futuro. Viva pelo futuro. Mas não o que passou, como você disse, mas do que pode ser. Sei que é um tipo de existência nem sempre muito prazerosa, mas pense em tudo que você pode sentir, pode conhecer, pode fazer. E viva por isso. Viva por essa idéia.

    ResponderExcluir
  3. Sentia falta daqui Mia! Lindo texto, como sempre. As vezes queremos simplesmente fechar os olhos e esquecer o que dói. Não sei, acabei me identificando bastante, entendo esse cansaço.
    Calma, tudo passa, e você com certeza aguenta o que tiver de ruim na sua vida ;)
    Acho que não te desejei feliz ano novo, então feliz ano novo e sorte com a retomada do Wink! Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Acho incrível como consegues transmitir sentimento através de tuas palavras, mas não acho que o sentimento seja o mesmo para todos que te leem. Eu fiquei, sinceramente, agoniada com esse texto!

    Xoxo,
    Vic (santaironia.com)

    ResponderExcluir
  5. Seria fácil demais mesmo, fácil até demais.

    ResponderExcluir

 
Wink .187 tons de frio.