Cala a boca todo mundo

Eu não gosto de música.


Mas assim, isso também é mentira porque gosto de Queen, Elvis, algumas da Legião (só nos dias depressivos, confesso, quando a tristeza não me aguenta Renato Russo entra em cena) e musiquinhas aleatórias que ouvi na infância; ponto. A maior parte do meu gosto musical é composta por boas memórias infantis, no que concluo que não gosto de música, mas sim do sentimento que carrego com elas. Mentira que ninguém gostava de Queen e isso foi uma coisa minha, só minha, de mais ninguém. E também gosto de música que não é cantada - orquestras, música clássica (algumas, veja bem), e afins.
Eu gosto mesmo é de silêncio.


Porém o fato é que basta qualquer animal FALAR o nome de um cantor perto de mim e meu DJ mental (sim, eu tenho um DJ mental; não, eu não sou psicótica) começa a tocar todo o repertório daquele ser. Agora mesmo, estava tranquilamente lendo uma randômica quando surge Ana Carolina no meio e em minha mente começa a tocar:
Eu quero ser uma tarde gris
Quero que a chuva corra sobre o rio
O rio que por ruas corre em mim
As águas que me querem levar tão longe
Tão longe que me façam esquecer
De ti...

Problemas, eu tenho. 
Porque não apenas não gosto de tia Ana Carolina como também não gosto de nada que me tire do meu silêncio sem que eu concorde com isso e não consigo mandar meu DJ mental calar a boca. 


Assim, tenho de colocar outra música mais chiclete ainda pra tocar (e agora está tocando Xibomxibomxibombombom - não sei como se escreve isso, me deixa) para me livrar daquela e isso só passa quando durmo se eu tiver sorte. 


Muito difícil a vida da pessoa que só quer silêncio. 

0 comentários:

Postar um comentário

 
Wink .187 tons de frio.