Fico aqui me perguntando até quando conseguirei segurar a incrivelmente forte vontade de chorar que tenho praticamente o tempo todo. Então leio um livro, outro, mergulho em páginas, tento viver o ponto de vista do personagem. Nada adianta. Tudo me faz apenas sentir o quanto estou perdendo algo que talvez nunca tive. Me sinto como um ratinho de laboratório em um labirinto onde sempre erro o caminho, mesmo que haja apenas um. Será que posso reclamar algo que não é meu?
Acho que não. 

Nenhum comentário