Os livros estragaram minha vida.

(Eu sou Clara; Clara sou eu)

Vezenquando fico pensando em como eu seria se tivesse sido uma criança normal.
Se não tivesse iniciado meu processo de alfabetização aos 2 anos de idade. Se não fosse rata de biblioteca desde a infância. Se, ao invés de assistir ao Telecurso 2000 durantes as madrugadas, quando eu tinha meus 8 e/ou 9 anos, eu ficasse na cama querendo dormir até mais tarde e fazendo drama para ir à escola. Se eu não gostasse de escola. Se eu não tivesse aberto um clube de leitura na mesma. Se eu não fosse tão nerd. Se eu não estivesse estudando para ser professora e não me livrar nunca mais do ambiente escolar. Se eu não fosse eu.

Minha vida seria muito mais tranquila e normal se não fossem os livros, se não fosse meu amor pela literatura. Não haveria blog. Não haveria uma quase biblioteca em meu quarto, e, portanto, falta de espaço total. Talvez eu tivesse me dedicado à música. Talvez (provavelmente) eu tivesse virado uma dessas meninas metaleiras que fazem tanto sucesso por aí. Certamente teria seguido os passos dos meus irmãos, formando uma banda e saindo para tocar covers e afins em Porto Alegre. Nunca teria entrado na igreja, até porque: não teria lido a Bíblia. Duas vezes. Aos 9 anos.

Porém, eu não seria eu.
Seria uma estranha para mim mesma. Provavelmente teria enveredado para o espiritismo. Provavelmente não teria tido os problemas que eu tenho. Provavelmente as pessoas não teriam expectativas tão altas ao meu respeito (afinal: moça exemplar, moça com um grande futuro, moça ajuizada, vive com a cara nos livros). Provavelmente não pensaria tanto, não viveria o tempo todo com uma bagunça interna tão grande que aboli a música de minha vida apenas para não haver competições entre meu DJ mental (que também faz as vezes de narrador da minha vida) e sons externos.

Não pensaria tanto, não teria tanto conhecimento, não seria tão maluca.
Mas, agora, o estrago já está feito: meu amor pela literatura pode ser comparado com meu amor por mim mesma. Quem sabe numa próxima vida eu não consiga me sair melhor?! (I hope.) 

6 comentários:

  1. Como assim? Vc é perfeita do jeito que é, imagina se vc não fosse vc. como vc mesma levantou a questão. Vc não teria os problemas que vc tem hoje, mas teria novos problemas e eu prefiro pensar que seriam beeem piores do que os atuais (apesar de eu não conhecer seus problemas, imagine uma vida sem mini biblioteca no quarto, sem clubinhos de leitura, sem uma companhia literária nas tardes de domingo?

    ResponderExcluir
  2. Muito pelo contrário: a leitura ajuda e muito. Você seria uma pessoa diferente se não fosse bookholic [fato], mas não teria absorvido tanto. Tem seus custos, não um lado negativo.

    ResponderExcluir
  3. Eu te entendo, Mia e como ahahah
    Chega a ser engraçado: de como os livros estão entranhados em nós. Também me sinto assim. Por ter escolhido uma carreira que é voltada para os livros, é tão louco 24 horas do seu dia ser só livros, a escrita. Também fui da música e quase fui metaleira, mas quis meu destino que não fosse assim. Mas muita calma nessa hora, que você está no caminho certo. Não há caminho melhor hahaah (que comentário suspeito - kk)
    Beijos,
    Juliana Skwara
    P.S: Clubes de leitura são tudo de bom. No auge da minha loucura, criei com meu namorado uma rede social literária. Não batemos muito bem sabe hahaha

    ResponderExcluir
  4. De boa, espero que numa próxima vida continue tão fanática por livros como é agora. Tudo que você relatou aí é demais! Fez um clube de leitura, sério? Leu a Bíblia aos nove anos! E cara, é muito legal você estudar para ser professora, você QUERER ser professora. Na verdade é muito raro ter essa identificação forte com uma profissão, ainda mais com uma tão difícil e recompensadora como dar aula.

    Não culpe os livros, eles só ajudaram você a se transformar nessa menina interessante, inteligente e fantástica que você é, com todos os defeitos <3

    A única observação que eu faria como 'dica' é que nunca é tarde para começar (ou voltar) a se envolver com música e outros projetos :D

    Beijos, Vickawaii
    http://finding-neverland.zip.net

    ResponderExcluir
  5. Ahhh, eu acho que essa paixão pela literatura só pode fazer bem. Desejo maior paixão na próxima vida (se houver uma!). xD
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Se afogue em livros, e entenda o mundo ao seu redor, se lance ao seu redor e questione tudo. http://mentesvivaz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

 
Wink .187 tons de frio.