Versos enraizados de palavras silenciadas


vá. 
eu só quero ficar em casa 
um dia ou dois. 
lembrar que em mim existe 
um "quê" de atroz. 
fazer de conta que tudo 
ficou pra depois. 
que a vida, ela não 
virou feijão com arroz. 
só quero silêncio, um pouco de mim. 
não quero pensar 
que este é meu fim. 
sem retroceder 
sem vivenciar 
este sortilégio 
a lembrança que há. 
só quero respirar 
um ar de alecrim, 
abrir as janelas 
para o ar fluir. 
expirar a vontade 
de decapitar. 
inspirar a esperança 
de viver para amar. 
esquecer a distância 
de coisas tão simples. 
acreditar na constância 
da efemeridade que existe.

~e isso diz tudo~

3 comentários

  1. Hey Mirian, tudo bem?

    Quando estou navegando pela blogosfera deixo sempre o player aqui ao fundo tocando minha playlist e coincidiu de eu estar ouvindo Parfum da Boggie e o trecho:

    "inspirar a esperança
    de viver para amar.
    esquecer a distância
    de coisas tão simples."

    Me lembrou do clipe dessa música, quer representa o que somos capazes de fazer para se enquadrar na sociedade e padrões de beleza atual, esquecendo que as vezes o simples é belo.

    Grande abraço,
    Matheus Braga
    Vida de Leitor - http://vidadeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. A pessoa sabe ser diva, meu Deus do céu! <3
    (P.s.: tô rindo do GIF hahahaha)

    ResponderExcluir
  3. muito bom seu blog, vim aqui para tirar uma duvida sua , quando seu blog recebe muitas visitas de uma só vez, e porque ele caiu na lista de htms distribuídas por programas para gerar acesso, o google não recomenda esses métodos pois pode haver uma punição . obrigado linuxbugone.blogspot.com.br

    ResponderExcluir