Da série: só não mato alguém porque não quero ser presa

O post de hoje era pra ter saído bem mais cedo, mas não saiu por motivos de: irritação. :)
Acordei, como sempre, às 5h da manhã, tomei meu banho, me "arrumei" - vocês sabem como é a arrumação da pessoa que acorda de madrugada, né? pois é - e saí pra pegar meu ônibus. NEM PRA COMER DEU TEMPO. Levei um lanche na bolsa e fui, porque ônibus aqui é de hora em hora e deuzôlivre perder algum.

Quem me acompanha no twitter sabe que ontem estava eu tendo uma pequena agitação interior (risos), um momento de ansiedade e, portanto, fiz maratona de Gilmore Girls pra me acalmar, é claro. O que significa que nem havia dormido direito porque minha adorável mente não me deixou, ó que maravilha.

Mas fui mesmo assim porque se tem uma coisa que eu sou é responsável e detesto matar aula.

~só me falta o óculos~
De modo que às 6h da manhã já estava no ônibus rumo ao Instituto Federal. Como eu estava caindo de sono, mas a minha muito fértil mente não me deixava dormir, abri o Adeus às armas, do Hemingway - que faz parte do desafio de leitura - e fiz leitura de 100 páginas dentro de 1h30min, que é o tempo que demorei pra chegar ao Instituto.

Cheguei ao ponto final, desci e me deparei com O HORROR: várias pessoas - na verdade, não era muitas, mas faziam barulho - cercando o Instituto e não deixando ninguém entrar.

Fui lá no meio da confusão e perguntei pra umas 3 pessoas:
— QUE QUE TÁ ACONTECENDO AQUI?
Uma me respondeu dizendo:
— Não sei, não nos deixam entrar.
Outra, dizendo:
— Abaixo a ditadura petista!
E, a outra:
— Tamos protestando contra a Dilma que não paga ninguém e é isso aí e ninguém vai entrar é nóis que manda.

Chamaram aquilo de protesto. POIS BEM. Lhes direi uma coisa:
AQUILO NÃO É UM PROTESTO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Aquilo era um bando de gente metida a besta que tava querendo aparecer por conta da modinha de protestos que assolou o país. Digo isso não por ser contra greves e coisa e tal, mas sim porque:
a. Uma greve tem de ser organizada.
Se estão achando ruim seus salários ou whatever, se se sentem prejudicados de alguma forma, marquem uma greve e DIVULGUEM-NA, avisem as pessoas de que, ó, não haverá aula no dia por motivos de greve.
b. Não façam-na clandestinamente.
Sim, porque eu não vi UMA PESSOA SEQUER que trabalha no Instituto fazendo greve. Inclusive, quando essa onda de greve começou, o povo lá se reuniu e decidiu que não entraria em greve. Tanto que meus professores nem sabiam disso hoje, tentaram entrar e não conseguiram. NINGUÉM SABIA, ELES SIMPLESMENTE TOMARAM O PRÉDIO DO MAIS ABSOLUTO NADA.
c. Uma greve não é um desfile de moda.
Sabem o que estava acontecendo lá? Tinha um bando de gurias sentadas em cadeiras em frente ao Instituto enquanto passavam maquiagem e deixavam seus cartazes num canto. Tinha um outro bando de senhores rindo alto e tomando café, ~confraternizando~ e falando mal do PT e bem do futebol. Tinha um monte de gente tentando saber o que raios estava acontecendo e tendo simplesmente de voltar pra casa porque gente querendo aparecer não deixava ninguém entrar.

Isso não é greve. Isso é brincadeira de criança.

Mas isso mesmo, vamos fazer greve no IFRS e não avisar ninguém, pra que todo mundo acorde cedo no frio e gaste passagem à toa. Parabéns aos envolvidos. Vocês são floquinhos de luz.

Porque o que me irrita é justamente o fato de que essas pessoas fizeram mais de trezentos alunos e professores levantarem cedo, de madrugada, saírem no frio - porque Porto Alegre é frio pela manhã, gente - e gastarem passagem à toa só pra ver aquelas caras com maquiagem borrada gritando bobagens que nem entendem.

Eu sou contra as pessoas se manifestarem? Não. Entendo a importância de uma greve, de um protesto, de uma manifestação. Sei que o país tá numa crise desgraçada e tá todo mundo se ferrando. Nem vou entrar em mérito de governo porque não sei o suficiente para tal e não sou o tipo de pessoa que repete discurso de fb só pra entrar na onda. Não falo do que não sei ao certo. Mas entendo. Okay, quer fazer greve, go ahead. MAS SERIA DE BOM TOM AVISAR AOS ENVOLVIDOS ANTES, NÉ? É.

Foi algo como: "nós estamos perdendo, então faremos vocês perderem também, muhahahahaha; tenho eternos seis anos e minha mãe não me colocou de castigo o suficiente", sabem?

Quer fazer uma coisa? Faça algo organizado. Não pegue meia dúzia de gato pingado - porque realmente eram pouquíssimas pessoas - e barrem uma instituição inteira sem informar aos professores, alunos e afins. Isso não é legal.

E só me dá desejos assassinos.


E, assim, voltei para casa, li mais umas 100 páginas do livro - a única coisa boa do dia, já estou no finzinho - e, ao chegar, fiz o que qualquer pessoa sensata faria: tomei 2 litros de suco de maracujá, deitei e dormi, pra compensar todo o tempo perdido e horas que eu passei na rua pra absolutamente nada. Acordei há pouco e voltarei a dormir porque a terça-feira está cancelada e eu realmente só quero estar bem calma amanhã pela manhã porque TEM DENTISTA, ó que delícia!

O post que sairia hoje sairá amanhã. Bjos e lembrem-se sempre: manifestação tem que ter organização! ;*

5 comentários:

  1. esse negocio de manifestação virar festa tá enchendo o saco né? concordo e assino embaixo, organização é bom e direcionamento também, porque já deu essas manifestações que acabam em pizza e não tem nem ao menos um objetivo definido.
    (e ain, sei bem como é "se arrumar" as cinco da manhã. eu me arrumo em tipo, seis minutos, e saio parecendo um zumbi doente.. pff)

    ResponderExcluir
  2. Ai, Mia. Sinto muito por todo esse transtorno que você passou. Realmente, as pessoas estão perdendo a noção. Querem, teoricamente, lutar por um Brasil melhor, mas naquele "I have no idea of what I'm doing", e pior, sem admitir que não fazem a mínima ideia do que estão fazendo! Está certo que o país está passando por uma crise seríssima e todo mundo está saindo prejudicado de um jeito ou outro, mas não é atirando pra todos os lados que se resolve, né? Muito menos mirar num alvo só e insistir nisso sem um pingo de raciocínio. Dá vontade de bater, sim.

    Enfim, estava esperando o post do motorista que quer ser princesa, mas posso esperar. Espero que teus nervos estejam melhores! ~ Mrs. Bennet feelings.

    Beijinhos. :*

    ResponderExcluir
  3. Esta questão de todo mundo querer fazer manifestação sem nenhuma organização e por coisas não tão relevantes é um problema sério. Acaba fazendo com que outras que são importantes acabem sendo banalizadas por conta dessas pessoas que querem fazê-lo só para colocar selfie no Instagram.

    Hoje em dia eu trabalho perto de casa, e uma das coisas que sinto falta de quando trabalhava longe era o tempo que eu tinha para ler no ônibus.

    Beijos. :3

    ResponderExcluir
  4. Que saco, Mia! Deve ter sido péssimo. Eu acho que iria querer fritar o fígado de um se acontecesse isso comigo. Eu já odeio naturalmente acordar cedo, mas faço porque né... É a vida. Agora acordar cedo SEM necessidade? Eu acho que viraria o capeta.

    E nossa, tão bom ler gente sensata dizendo que "nem vou entrar em mérito de governo porque não sei o suficiente para tal e não sou o tipo de pessoa que repete discurso de fb só pra entrar na onda. Não falo do que não sei ao certo". Meus parabéns. Se mais gente fosse que nem tu, talvez eu não cancelasse/deletasse tanta gente do meu facebook. Se existe uma coisa que não, essa coisa é obrigada.

    Espero que hoje seja melhor.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Ei Mia, que coisa horrorosa isso.
    No fim das contas eles avisaram se vão continuar com a palha assada ao menos?
    Nada pior que sair de casa, de madrugada, por nada.
    Ao menos cê leu um tantão do livro né.

    Beijos

    ResponderExcluir

 
Wink .187 tons de frio.