Por que escrevemos ficção?

Meu primeiro pensamento para essa pergunta foi: MAS EU NÃO ESCREVO FICÇÃO. Escrevo, no máximo, crônicas do dia a dia, coisas que realmente acontecem comigo apenas porque a minha vida é uma sitcom escrita por um roteirista em rehab com várias recaídas ao longo do percurso. 

Aí me dei conta de que isso é uma baita mentira porque a vida da gente nada mais é do que má ficção. Quer dizer, a gente acha que vivemos uma coisa, que tudo é exatamente como o narrador que vive dentro de nosso cérebro - aka consciência - nos conta, mas se perguntarmos a qualquer outro ser humano como se deu aquele passeio em que fomos tomar um sorvete no parque a história será diferente da que está em nossas mentes. Como disse a dona Isabel Allende (diva ♥): 
A memória é ficção. Selecionamos o mais brilhante e o mais escuro, ignorando o que nos envergonha, e assim bordamos a larga tapeçaria da nossa vida. 
Escrevemos ficção para nos contar uma história, para nos dizer que está tudo bem, mesmo que não esteja, para que sejamos convencidos por palavras escritas de que o que nos acontece poderia acontecer com qualquer um, que outras possibilidades podem surgir, que um homem maluco numa cabine azul pode surgir nos céus e nos tirar da confusão em que estamos. No papel tudo é verossímil. Não há barreiras. E precisamos disso porque a vida já é cheia de barreiras, empecilhos, obstáculos. 

A velha pergunta por que escrevemos ficção tem apenas uma única resposta: a ficção serve para que, ao tentarmos responder o porquê, escrevamos mais ficção para demonstrar que só há uma forma de mostrar o porquê, e essa forma é lendo-a.

A dona Fran convidou as gurias do GSB pra um projetinho fofo baseado em Fangirl, da Rainbow Rowell - livro que ainda não li, confesso, mas o lerei um dia, eventualmente, sabe-se lá quando -, que consiste basicamente em a cada domingo escrever sobre um tema específico inspirado no livrinho. Bora ver os textos da Thay e da Alê também! 

2 comentários

  1. Perfeito, coincidentemente estava pensando em algo assim estes dias. Cada vez melhor voltar aqui! *-*

    ResponderExcluir
  2. Toda ficção tem um pouco de realidade maquiada, e toda realidade deseja um pouco de ficção. Acho eu, hehe

    ResponderExcluir