I'm soooo 2009

"Se possível, converse com alguém mais próximo sobre as coisas que lhe incomodam, pois a partir do diálogo tranquilo você poderá resolver muitas coisas que lhe pareciam obscuras até então." 

Estou tentando, mas confesso que isso está particularmente difícil hoje, hein. 

Saudade da época em que ser emo era hype. 
A pessoa podia simplesmente se vestir toda de preto, colocar uma franja cagadíssima na frente da cara e usar fones de ouvido a todo o volume tocando NX Zero e tava tudo bem, afinal de contas sofrer não era uma vergonha. Ninguém iria te julgar se você ficasse encarando o infinito, na maior cara de olhar bovino, escutando os gritos rasgados do Di e deixando lagriminhas correrem, porque né, NORMAL. 

Hoje em dia se tu der uma choradinha sequer todo mundo cai em cima com fórmulas prontas para ser feliz, com receitas de bebidas e vídeos de gatinhos e tu viu aquele em que a mulher cai numa esteira, não tem como não rir?! (Tem sim, miga, achei a coisa mais patética do mundo, mas enfim, shhhh.) 

Essa geração saúde, festa, badalo tá muito chata. Credo. 
Me deixa chorandinho num canto. 
Hunfs. 

~mimimia~ 

12 comentários:

  1. (To meio chateada que o blogger apagou meu comentário, mas ok)
    Estava pensando nisso hoje em um dos meus momentos introspectivos, silenciosos e reflexivos. As pessoas andam bem loucas e sem saber lidar com aqueles que, pasmem, não estão sempre bem. É como se fosse uma ditadura do riso, todo mundo tem que estar rindo, felizinho e etc com as coisas da vida all the time. Mas a vida não é assim, isso aí é artificialidade. Não tem como eu estar feliz o tempo inteiro, e quem diz que está/é ta mentindo ou tem problemas psicológicos. Deixa eu curtir minha bad, ficar na rede deitada escutando música instrumental, ficar melancólica e ainda cantar no ápice do momento emo "uma lágrima rolou do meu olho ao perceber..."
    Beijoss

    ResponderExcluir
  2. Eu moro em cidade pequena então aqui eu sempre vejo uns emos, tem um que gosta de ficar sentado no ponto de onibus perto da faculdade olhando pro nada, ele não pega onibus, só fica sentado lá mesmo pensando na vida hahaha

    ResponderExcluir
  3. Tem dias que não quero saber de nenhuma fórmula pra ser feliz mesmo, quero mais é ouvir umas músicas tristes e ficar na bad, HAHAHA mas vídeos de gatinhos pode mandar sim, pvfr que é muito fofinho <3

    ResponderExcluir
  4. Não quero soar pedante, mas fazendo processo de bancários percebo que talvez nada seja PIOR e que cause mais depressão do que aquilo pelo que eles passam.

    Exemplo: https://www.youtube.com/watch?v=FTN5VIALAAQ

    A verdade é que lidar com o sofrimento dos outros não é como lidar com um esfolado.

    ResponderExcluir
  5. 2009 melhor época. Saudades ser emo, sdds maquiagem gótica, roupas pretas e bad. ajsjd

    ResponderExcluir
  6. Me dá a mão e vamos ser emos juntas. Ando pensando nisso ultimamente. Em 2008/09 eu era meio emo, meio otaku, não sorria em fotos, curtia a minha bad vibe sozinha com o meu mp4, e não lembro dessa época com amargura. Pelo contrário, ela me ajudou muito a crescer. Depois eu mudei meu estilo de vida, mas a minha vida é um ciclo: estou sempre retornando para uma fase que vivi anteriormente, sabe-se lá por quê.

    Aprecio o otimismo que as pessoas estão tentando promover, mas tem horas que não se aplica. E a gente não pode nem chorar as pitangas com liberdade, porque sempre tem um que criticar a tristeza, a "romantização da depressão", e fecham os ouvidos, etc e tal. Só nos deixem ouvir Simple Plan em paz e ficar na nossa.

    Não posso me julgar alguém próxima, mas se você quiser conversar sobre as coisas que te incomodam num diálogo tranquilo, estou aqui, tá? For real. Você tem o meu contato no fb e twitter, é só chamar. :)

    Beijinhos. :*

    ResponderExcluir
  7. Puts! Como eu te entendo! Não sei o que aconteceu com o mundo, mas ta muito chato, todo mundo dando pitaco em tudo. Pra falar a verdade eu nunca fui emo mesmo, eu era otaku/gótica, mas na real era tudo parecido, esse povo que se vestia de preto e gostava de ficar na sua. Qual o problema disso? Espero que passe e as pessoas voltem a ser mais... verdadeiras, sei lá. Acho que é isso.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  8. Não confio em gente que não usa a internet para fins reclamativos, apenas
    Novembro Inconstante

    ResponderExcluir
  9. Esta felicidade forçada da internet me irrita.
    É complicado.

    Beijos,

    Algumas Observações

    ResponderExcluir
  10. Total meus sentimentos. Sdds 2009 ♥
    Adoro seus textos, Mia

    Regina K.,
    reginakadov.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Mia miga, voltei. Preciso mimar os posts que deixei passar mas talvez isso leve um tempo.
    Ultimamente ando pensando muito sobre isso. Eu tive minha fase emo/rockeirinha/gótica. Aí depois eu tive uma fase com outra vibe, a fase blasé. Agora eu tenho a fase que denominei melhor fase. Eu perdi uma parte de neuras. Tô me permitindo muito mais, especialmente em questão sentimentos. Se tô feliz, foda-se! Eu tô feliz. Não vou me controlar porque alguém se sentiu incomodado. Se tô triste, eu posso validar minha tristeza. Eu não preciso de receita pra me tirar da bad, porque eu aprendo com ela. E aprender isso foi muito bom pra mim.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  12. Acho super válido ter momentos tristes sem desespero. Tento controlar porque sentir não é muito agradável mas qdo tô triste aceito isso e fim. Depois passa.

    ResponderExcluir

 
Wink .187 tons de frio.