Nós observamos. E estamos sempre presentes.

A hora das bruxas - vol. 1 e 2
Anne Rice
Editora Rocco
488 páginas (vol. 1) | 485 páginas (vol. 2)
Ano de publicação: 1994 

Sobre o que é: um cara chamado Michael Curry sofre um afogamento do mais absoluto nada enquanto estava apenas caminhando tranquilamente. Ele morre, mas é socorrido por uma moça que estava num barco, sozinha, no meio da noite, a navegar pelas águas geladas da Califórnia, chamada Rowan Mayfair. Michael, após o afogamento, adquire poderes e agora, além de saber o que as pessoas pensam, também tem de usar luvas de couro o tempo inteiro, caso contrário "lerá" os objetos e pessoas que tocar, porque suas mãos lhe dão visões do passado agora. Michael tá bem perdido na vida, até que consegue o contato da mulher que o salvou, Rowan, que vem a ser uma médica neurocientista. Os dois se apaixonam e se pegam loucamente. Mas o que Michael não sabia é que ele não é o único ali a ter poderes. Rowan vem de uma linhagem de bruxas - as bruxas Mayfair -, apesar de ainda não ter consciência disso, e tem uns poderes sinistros e tenebrosos. Ela não sabe de toda sua história, pois foi adotada ainda bebê, mas Aaron sabe, um senhorzinho britânico que é parte de uma ordem de historiadores do sobrenatural chamada Talamasca - nós observamos e estamos sempre presentes. Quando Aaron consegue falar com Michael, a coisa complica e só vai de mal a pior. Resumindo: é a história de como uma mulher moderna e bem resolvida se deixa seduzir por um demônio antiquíssimo chamado Lasher e destrói não apenas a sua vida, mas a de todos ao seu redor. 

Por que ele é bom? Em duas palavras: Michael Curry. ♥ Mas também porque ele te prende. É o tipo de livro que vai te fazer virar a noite lendo. Sabe aquela história de só mais um capítulo? ENTÃO. O único porém do só mais um capítulo é que há capítulos com 90 páginas. Claro que eu não sabia disso. Mas se um livro consegue fazer com que eu vire a noite lendo-o, de ruim não pode ser chamado. 

Fora que a dona Anne Rice fez algo de que muito gostei: misturou ficção com realidade. ♥ Há muitos personagens do livro que realmente existiram, como o pintor holandês Rembrandt - cujos quadros foram usados nas capas dos livros. 

Também é legal como metade dos livros são o chamado Arquivo das Bruxas Mayfair, ou seja: a história das 13 gerações de bruxas, até chegar a Rowan. E é uma história bem sinistra, repleta de incestos, necrofilia, magia negra e Lasher, o demônio de estimação dessas bruxas, que passa de mãe pra filha, de geração a geração, e que é o causador não apenas dos destinos trágicos dessas mulheres, mas também de suas imensas fortunas, o "Legado Mayfair". 

Por que ele é ruim? Além de haver partes extremamente cansativas com descrições minuciosas da vegetação e da arquitetura local? Por conta do final. 

A pessoa lê dois livros que, juntos, formam quase 1000 páginas, apenas para descobrir que, no final, tudo se resume a: incestos múltiplos durante séculos pra gerar a mulher perfeita de acordo com a genética da família, a bruxa mais poderosa, que é uma espécie de ninfomaníaca ensandecida e com complexo de Dr. Frankenstein que engravida do marido, mas pega loucamente o demônio de estimação da família, e tudo isso para, OPA, que o demônio encarne no filho que ela está gerando, nasça, cresça em cerca de minutos, se torne um homem do mais absoluto nada e seu amante imortal. Aí ela se manda pra Suíça e deixa o marido, semi-inconsciente, na velha casa da família dela, a esperar por ela, enquanto tá pegando o filho deles que possui alma do demônio. 

Ó que coisa mais linda isso, gente. 

E ainda tem mais dois livros na série! Que, obviamente, não serão lidos. 

Isso pra não falar que: dona Anne Rice tem algum problema com pau. Só isso explica. A cada vinte páginas tem uma descrição de sexo com o demônio - ou com qualquer cara aleatório - que sempre envolve a palavra pau e a mulher pedindo por estupro, pedindo pra ser rasgada, pedindo pra que o cara seja cruel com ela. FETICHE BIZARRO, QUEM CURTE. Nunca conheci uma mulher que realmente goste disso. Aliás, gostar de estupro? Fala sério. 

E é por isso que eu não lerei os últimos dois livros. Não dá. Há limites. 

~Lestat está claramente revoltado com sua criadora~

P.S.: Rowan Mayfair se tornou a personagem que mais detesto de todos os livros que já li até hoje. Acho que isso diz tudo. 

Se eu recomendo a leitura? Sim, mas não. Os livros são realmente bons, porém frustrantes. Na metade do segundo eu já havia adivinhado o desfecho final e tava torcendo pra que não fosse aquele, mas foi o pior possível. A sensação foi de tempo perdido pra chegar até um final tosco. Mas há quem goste, ou seja. 

Em um quote:
Eu sou paciente. Vejo muito longe. Estarei bebendo o vinho, comendo a carne e conhecendo o calor da mulher quando de você não restarem nem os ossos. 

17 comentários:

  1. Anne Rice tem obras excelentes, mas acredito que por ser algo mais cansa. Li um livro da autora uma vez e te confesso que não foi para frente.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  2. Aconteceu a mesma coisa comigo quando fui ler a saga Fallen #adulta
    Tinha 15 anos na época, e achei o primeiro livro FANTÁSTICO, porque noooossa um anjo que tem relacionamento com uma humana que conceitual.
    Na época não tinha grana, peguei emprestado da biblioteca da escola, então só depois de uns dois anos fui continuar a leitura e MEU DEUS PORQUE FIZ ISSO EU NUNCA VOU LER ISSO DE NOVO. Aconteceu a mesma coisa com um chamado Dezesseis Luas...
    Mas enfim, adoro o jeito das suas resenhas, se tem uma coisa que eu tenho muita dificuldade pra fazer é resenhar um livro :/
    Beijos!

    Novembro Inconstante

    ResponderExcluir
  3. Ainda não conhecia esse livro, sério. Mas mesmo com tantos pontos positivos, esse não é o tipo de livro que eu curto. Adorei sua resenha e a sinceridade nela contida
    Beijos

    http://myself-here1.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  4. Tava querendo ler uns livros de bruxa no Halloween e acabei pensando nesse, mas depois de ler umas resenhas contando de todas essas ~loucuras sexuais~ desisti totalmente, sem falar que achei as capas dos próximos dois livros muito eróticas pra serem lidos em público! Hahaha

    ResponderExcluir
  5. No começo fiquei com muita vontade de ler, agora não sei. HAHAHA Achei a história muito interessante, mas confesso que fiquei meio decepcionada com o que você disse sobre o final. Se sobrar tempo eu tento! haha

    ResponderExcluir
  6. Ai, meu coração! Hahahaha. Menina, sambou na cara da Anne Rice agora. Gostei muito da sua resenha honesta. E me senti curiosa pela leitura dessa obra, mas ao mesmo tempo receosa de que toda essa BIZARRICE SEXUAL me deixe com náuseas e aquela sensação horrível de que ESTOU PERDENDO MEU TEMPO. Eu ainda não li nada da autora, mas pretendo… Só espero não me frustrar (tanto).

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oii
    Nunca li nada da Anne Rice, mesmo ela sendo bem famosa. Quero um dia ter a oportunidade de ler, mas lendo sua resenha, não vou começar por esse. Pena que você não curtiu!
    Bju

    ResponderExcluir
  8. Pelo amor de Deus, eu ainda não li esse livro da Anne, mas entendo bem o que você quer dizer por frustrantes, mas acho que ainda assim vale muito a pena uma leitura da Anne.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá, ótima resenha! Já tinha lido alguns dos seus comentários no Facebook. Eu li um livro da série As Crônicas Vampirescas dela e até que gostei, apesar de ser bem dark; mas aí fui ler uma trilogia que acho que o nome é A punição de Bela Adormecida ou algo do tipo e, nossa! 50 tons de cinza não chega nem aos pés do que tem nessa trilogia, achei muito repugnante e não terminei de ler. Então, acho que não tenho interesse nesses livros resenhados. mas amei a resenha.

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem?
    Uau, nunca esperei isso do livro, rs. Realmente, ela tem algum probleminha hehe Eu curto vampiros, mas esse não parece o tipo de livro pra mim.
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  11. Mia, eu li esse livro (volume 1) e amei! Mas faz tempo e agora não me recordo muito bem. Comprei o segundo mas não li até hoje, nem preciso falar que desanimei horrores de ler. Tanto que li sua resenha até o fim sem medo de pegar spoiler, já que não lembro de quase nada da trama.. Pelo jeito o livro continuará na prateleira por mais um tempo..

    ResponderExcluir
  12. Olá, Mia! Tudo bom? Sigo seu blog já tem bastante tempo, porém acho difícil você se lembrar de mim, pois parei de blogar em 2012. Resolvi voltar agora, pois tenho muita necessidade de escrever. Acho demais seus textos, suas dicas e seu jeito autêntico e criativo de ser.

    Sua resenha foi ótima, nunca li e por enquanto não tenho muito interesse em ler (tenho humor pra livros, sou muito de lua rs). Mas como sempre você fez um excelente post.

    Abraços! :)

    ResponderExcluir
  13. Primeiro, fiquei com vontade de ler o livro, mas, no final do post, meio que desanimei haha. de qualquer forma, achei uma história curiosa (e tb nunca li qualquer coisa da anne rice).

    ResponderExcluir
  14. Esse livro é um passo além da bizarrice hahahahaha Mas eu me sinto o mesmo que você em "a mulher pedindo por estupro", não curto, não entendo e me dá um nó na cabeça hahahaha

    ResponderExcluir
  15. Eu peguei esse livro emprestado de uma amiga pra ler, ela me disse que era bem enrolado pra chegar na parte legal e eu não tive paciência, HAUHAUAHA. Eu já sou uma pessoa que não lê com tanta frequência, agora um livro desses que fica se enrolando... UGH. Já foi um sacrifício ler O Hobbit.

    Beijinhos. ;*

    ResponderExcluir
  16. Lê só até o terceiro por motivos de Mona <3 Depois, fica muito confuso, e ela mistura a saga das bruxas com a dos vampiros, até que ela desgasta toda a mitologia que poderia ter rendido histórias boas, mas não deu. Nem comecei a ler o quarto livro depois que soube dos spoilers, mas o terceiro dá um fim satisfatório.

    ResponderExcluir
  17. Oláá! Nunca li nada da Anna mas pretendo mudar isso próximo ano, fiquei em dúvida em relação a colocar esse na lista, mas quando for ler eu vejo se leio ou não! Gostei do modo como abordou a resenha do livro!

    Beijão da Lari!
    Brilliant Diamond | Fan Page

    ResponderExcluir

 
Wink .187 tons de frio.