[des]conhecer

teu beijo
que dançava em meu corpo
que lançava um feitiço
de encanto sem fim
agora
descansa noutro gosto
percebe outras curvas
do amor sem mim. 

5 comentários

  1. nossa, mia! esse poema é lindo e triste ao mesmo tempo ♥ me lembrou uma pessoa. você é sempre genial em seus textos!

    Beijão,
    Blog Ó, tô em dúvida...

    ResponderExcluir
  2. AHAAZOUUUUU, UHUUUL, DIVAAAA!!! Futura e melhorada Clarice Lispector (isso foi um elogio).

    ResponderExcluir
  3. Há, que amorzinho ♥♥ Adorei, apesar da melancolia.

    ResponderExcluir