A queda de Atlântida - A teia de luz

A teia de luz
Marion Zimmer Bradley
Círculo do Livro
202 páginas
Ano de publicação: 1983 
Sobre o que é: certo dia, um cara chamado Micon, príncipe de Ahtarrath, na Atlântida, chega todo estropiado a um Templo da Luz e é atendido pelo Arquisacerdote da Luz, Talkannon, mas logo acorda de sua espécie de coma e vira amiguinho de outro Sacerdote, Rajasta. Micon tá todo ferrado porque os Túnicas Negras, magos do mal, o raptaram e o torturaram, o deixando com as mãos desfiguradas e cego. Porém, ele ainda tem a Visão, a conexão do Sacerdote com a Luz. O cara tenta se recuperar, evitando a morte através do absoluto controle, e nisso conhece Domaris, a jovem acólita e quase sacerdotisa que serve no Templo, e sua irmã Deoris, a menina que tem treinado seus talentos pra descobrir o que raios será, mas que por enquanto serve como escriba de Micon. Coisas acontecem, as Trevas se aproximam e tudo fica mais bizarro a cada dia. 

Por que ele é bom? Por motivos de Atlântida? Magia? AS TREVAS E A LUZ????? A QUEDA DE ATLÂNTIDA, MELDELS!!!!!!!!! Okay, eu entendo que nem todo mundo fique animado apenas em ouvir essas palavras, porém mesmo que você não curta muito fantasia, A teia de luz será incrível. Marion Zimmer Bradley tinha uma maneira única de escrever fantasia, sem ser apelativa, mas chamando atenção o suficiente para prender o leitor por páginas e páginas.

Se o enredo de Sacerdote da Luz cego e atormentado lutando contra os Magos das Trevas não lhe convenceu, deixa eu dizer uma coisa: quando a Marion escreveu As Brumas de Avalon, ela já havia escrito esse livro, porém não tinha achado uma editora que quisesse publicá-lo. Anos depois, já famosa pelas Brumas, ela decidiu revisar a história, separar o livro em dois volumes - A teia de luz e A teia de trevas - e publicá-lo como o início da história que daria origem às personagens das Brumas. Como isso? Simples assim: TODOS os livros dela trabalham com o conceito de reencarnação e as personagens são, em geral, novas encarnações de outras. Domaris e Deoris, as irmãs de A teia da luz, por exemplo, se tornaram, n'As Brumas, Viviane e Morgana, respectivamente. ISSO NÃO É DEMAIS? Sinceramente, é o que eu mais gosto na saga Avalon.

"Mas eu preciso ler todos os livros de uma saga gigantesca pra entender a história? Affs, é muita coisa, não quero." Alto lá que eu não disse isso. Se você quiser ler só As Brumas, leia. Não é necessário um complemento. Se quiser ler apenas A Queda de Atlântida, nada lhe impede: a história é completa por si só. No entanto, se quiser ler tudo você total será conquistado por essa história maravilhosa. ♥

Por que ele é ruim? Talvez porque há todo um romance e uma questão bem complicadinha envolvendo parir uma criança. Isso é ruim? Olha, há discordâncias. Mas pra quem não gosta de romances, como eu, essas partes podem ser meio blergh. Porém, não atrapalham de forma alguma a narrativa e até mesmo eu, que sou tipo o grinch dos romances, não me senti incomodada porque o casalzinho em questão - que não será revelado porque isso é uma surpresa e tanto! - não é do tipo meloso, grazadeusa.

Se eu recomendo a leitura? PRA JÁ!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Em um quote:
Nossos destinos tecem as suas teias e nossas ações geram os frutos que semearam. Aqueles que se encontraram e amaram não podem ser separados; se não se encontram nesta vida, encontram-se na outra. (p. 32)

21 comentários:

  1. eita, não sabia desse elo com as duas histórias... li As brumas e sou apaixonada pela autora devido a série... outro dia vi um exemplar de A queda no sebo onde frequento...mas como tava sem grana... se eu ver por lá novamente, vou comprar...
    bjs ^^

    ResponderExcluir
  2. Eu não conhecia a história, mas a premissa é bem interessante! Adorei a resenha e, apesar de não costumar ler livros mais antigos, acredito que vale a pena dar uma chance <3 Um beijo :*

    ResponderExcluir
  3. Que interessante descobrir essa ligação entre as histórias. Não conhecia o livro e provavelmente pela capa ele não me chamaria a atenção, mas tua resenha passou uma empolgação que me deixou curiosa para dar uma chance para a história.

    Blog Profano Feminino

    ResponderExcluir
  4. Menina, preciso confessar que não gosto da narrativa da autora de Brumas. Tenho os quatro livros e achei eles extremamente enfadonhos. Não na história, mas o jeito que ela escreve mesmo.
    De qualquer maneira, me interessei sobre esse livro porque eu gosto muito da premissa de Atlantis e vejo poucos livros sobre o tema.

    Beijos
    www.jadeamorim.com.br

    ResponderExcluir
  5. Fantasia é meu gênero preferido e não tenho nenhum problema com romance, gosto também; então acredito que amaria essa história!
    Não tinha a menor ideia de que a autora trabalhava com esse conceito de reencarnação, óbvio que vou querer ler tudo e na ordem! *-* Só tenho As brumas, precisarei providenciar esse e o livro seguinte.

    ResponderExcluir
  6. As Brumas de Avalon estão na minha lista de leitura faz tempo, e fiquei bastante curiosa por este livro ser da mesma autora e ter essa ligação por reencarnação. Achei demais!

    Bites!
    Tary Belmont

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li nada dela, mas fiquei curiosa pois adoro fantasia e nunca li nada relacionado a Atlantis!
    Bjs

    www.achadosdamila.com.br

    ResponderExcluir
  8. Eita não sabia da existência dessa obra e confesso pra ti que fiquei bem intrigada, é uma leitura que me tiraria da zona de conforto e sei que seria uma ótima pedida, é sempre bom te visitar e conhecer livros únicos.
    Abraços

    ResponderExcluir
  9. Olá, eu ainda não tive chance de ler nada da autora, mas só pelo comecinho da sua resenha já fiquei empolgada para lê-lo e fiquei bem animada de o casal do livro não ser do tipo meloso *-* Dica anotada.

    Meu Mundo, Meu Estilo

    ResponderExcluir
  10. gente, nunca tinha ouvido falar e parece maravilhosooo! Quero pra ontem! ♥ Beijoo

    Coisa da Lud

    ResponderExcluir
  11. Como eu não conhecia esse livro!Gostei muito do tema e algo que sempre me prende a atenção na hora de escolher a leitura. Você encontrou ele com facilidade?

    ResponderExcluir
  12. Oie
    eu gosto de romance então talvez as partes que não te agradado eu iria gostar, boa dica e resenha, parabéns pela sinceridade

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Que lindo seu blog, Mia! Eu não conhecia esse livro, gostei da dica ♥ Também não curto coisa muito melosa, haha.

    ResponderExcluir
  14. Poxa, não conhecia! Valeu pela dica! Agradeço todas as vezes que encontro um romance que o casal não seja meloso! Gosto de romance, mas melação... não dá.
    Parabéns por resenhar livros mais antigos, fico falta disso!

    ResponderExcluir
  15. Oie tudo bem? Eu amo fantasia e amo romance, então acho que vou gostar bastante, às vezes até mais que você. Não sei, né? Vou dar uma chance e ver no que dá!

    ResponderExcluir
  16. Olá. Otima resenha.
    Meus deuses! Nao sabia dessa obraaa!
    Adoro a escrita da Marion e As Brumas de Avalon é uma série incrível. Nao tinha conhecimento disso das reencarnações. Com certeza quero conferir esse. **
    Outro livro que eu ja li dela e amei é o Incêndio de Tróia, é maravilhoso.

    Beijo
    Aventurando-se nos livros.

    ResponderExcluir
  17. Meu deus um livro sobre Atlântida (!!!!!!!!!!!!!!!!!!!), eu amo aquele filme da Disney, "Atlantis - O Reino Perdido" e sou obcecada por esse mito/história/lenda, nunca li Marion apesar d'As Brumas estarem na minha lista desde a encarnação passada (risos).

    ResponderExcluir
  18. Acredita que eu nunca li As Brumas de Avalon? Eu sei que você disse que dá pra ler A Queda de Atlântida direto, mas eu queria ler as Brumas primeiro ahsudihs. Adoro livros de fantasia <3 Boa resenha!

    Beijos, Vickawaii
    http://finding-neverland.zip.ent

    ResponderExcluir
  19. Aaah, então eu vou gostar! Tem meus gêneros favoritos hahaha Ainda não li nada da autora e fiquei bem curiosa (para ler os dois).

    Dica anotada!!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Essas temáticas chamam muito a minha atenção, sabia? Já ouvi falar da autora por conta de Brumas e até agora não conheci a escrita -- quem sabe esse acabe sendo o primeiro livro que vou ler dela?

    ResponderExcluir
  21. Eu estou simplesmente apaixonada pela forma como você apresentou a história. Tão informal e próximo do leitor! Você fez com que eu me interessasse pela história - e olha que totalmente não faz o meu tipo!
    Paraíso da Leitura

    ResponderExcluir

 
Wink .187 tons de frio.