Resuminho de maio

A gente sabe que o ano tá terminando quando passam abril e maio e chega o temido e confortável mês de junho. Temido porque METADE DO ANO; confortável porque FESTA JUNINA AMO DEMAIS ♥ 

Já inaugurei junho tomando quentão com o namorado e comendo pipoca caramelada enquanto assistíamos a um episódio de Doctor Who. A vida tem sido bem feliz apesar (ou talvez justamente por causa) de toda essa continuidade do tempo que simplesmente não dá uma folga pra um respiro. 

Com todas as aloprações que aconteceram, não fosse pelo meu registro nos cadernos de anotar a vida (a.k.a. bujo) eu não faria ideia de que o tempo realmente passou e estaria aqui reclamando porque nada aconteceu. Mas aconteceu, sim. Maio foi só amor. 

.do que li 

Foram 6 livrinhos lidos em maio, quase todos maravilhosos e 5 deles escritos por mulheres. Maio foi o mês em que me dei conta de que realmente tenho lido mais mulheres - e isso é muito bacana porque nunca tive essa preocupação e, não tendo, acabava não apoiando as artistas que temos por aí. 

1. Antes de saber da série soube do livro e fiquei bem louca pois: caríssimo. Mas aí, um dia entrei na biblioteca e lá estava ele, na estante de recomendações de leitura. O homem do castelo alto é louco, louco, louco. Tudo acontece nos anos 80 em uma realidade distópica em que o nazismo ganhou a guerra e tá todo mundo completamente ferrado pois Alemanha e Japão comandam tudo e todo mundo tem que viver caladinho e obedecendo, em completa servidão, ou vira escravo. Só que tem um cara, o homem do castelo alto, que resolveu escrever um livro sobre outra realidade alternativa, contando como seria se os EUA tivessem ganhado a guerra. E tem gente que lê esse livro escondido e vai atrás dele. Então é um livro dentro de um livro dentro de um livro sobre realidades alternativas aaaaaaaaaaah adorei ♥ (mas ainda não vi a série pois t e m p o) 

2. Tinha comprado de presente, mas acabei não presenteando porque achei que a pessoa não mereceu ao ser grossinha comigo. Sou dessas. E foi a melhor coisa que fiz pois Outros jeitos de usar a boca é o melhor livro do ano. Li em uma sentada, desgracei completamente a cabeça, correram muitas lagriminhas. Aí fui ler de novo porque a gente gosta é de coisa que nos toca. E reli mais uma vez pra escrever sobre aqui no blog e também lá no Valkirias. MELHOR LIVRINHO VÃO LER ISSO 

3. No outro dia já engatei a leitura de um livrinho que comprei junto com o da Rupi: Profissões para mulheres e outros artigos feministas é aquela coisa que nos conforta porque Virginia Woolf, essa mulher incrível, era gente como a gente e começou escrevendo resenhas de livros pra jornais da época, sempre criticando numa perspectiva feminista e isso é sensacional demais. 

4. EU AMO TANTO ESSE LIVRO, sei nem dizer por que não o havia relido antes. O que mais gosto nos livros da Isabel Allende é que todo mundo se ferra de uma forma bonita e mágica. Queria muito que a vida também fosse ferrada de uma forma bonita e mágica, mas geralmente ela só é ferrada mesmo. O bonita e mágica fica por nossa conta. Mas A casa dos espíritos é lindo, lindo, lindo e só tem mulher forte e poderosa que se opõe ao patriarcado num Chile do início do século passado. Quero reler todo ano pois necessário. ♥ 

5. Aí que também inventei de ler dois livros da Chimamanda: o já tão conhecido Sejamos todos feministas e o lançamento Para educar crianças feministas e, gente: tirando o hype de lado, por que cês gostam tanto desses livros? Sério, vamos fazer uma crítica decente aqui. Porque olha, veja bem, eu também apoio 100% a palavra do feminismo, mas o feminismo da Chimamanda não me representa, não. Poderia dissertar a respeito, porém o fato é que: feminismo em que cabe homem não é feminismo, é paliativo. E vocês podem discordar à vontade, tô nem aí. Sou unpopular opinion mesmo, mas não vou engolir qualquer coisa só porque tem a palavra f e m i n i s m o em letras garrafais no título. 

.do que vi

Vi pouquíssimas coisas em maio porque muitos eventos e muito sono: foram 2 filmes que eu já tinha visto e 3 séries que eu amo demais. 

1. Insidious é o único filme de terror que me dá medo - junto daquele do Ethan Hawke em que tem um demônio que faz as crianças assassinarem suas famílias e filmarem tudo no processo. Vi com o namorado porque ele não conhecia filmes de terror que dão medo. Depois, ficamos vendo Júpiter e Saturno pelo telescópio. Foi bem bacana pra tirar o medo até da própria sombra. 

2. Terminei a 6ª temporada de OUAT e já estou chorandinho pois temporada que vem metade do elenco não mais estará ali e eu sou fangirl sim, cês me perdoem. 

3. Namorado organizou uma sessão de O Senhor dos Anéis - A sociedade do anel e foi bem legal, exceto que c e r t a s p e s s o a s* não calaram a boca um segundo sequer e ficaram comparando o livro com o filme e parecem ter decorado partes inteiras do livro e começaram a recitá-las e eu queria bater em todo mundo porque esse é o pior tipo de pessoa. Enfia o livro no orifício anal, sabe? Se alguém quisesse saber do livro estaria lendo-o e não vendo o filme, caramba. *apenas para deixar claro que essas pessoas não eram meu namorado e eu porque somos queridos e sabemos que hora de filme é hora de filme, risos Mas foi legal mesmo assim, apesar dos momentos de raiva. 

4. Estamos vendo a nova temporada de Doctor Who, provavelmente a minha série preferida de todos os tempos ♥ Tá boa a temporada, só teve um episódio cagado até agora, mas de resto tá bem interessante e NÃO VOU DAR SPOILERS, MAS QUERIA MUITO se você também está vendo a season, comenta aí e vamos spoilear tudo. 

5. Vi a sexta temporada de New Girl e achei que o final foi tão digno que não entendi por que renovaram, sinceramente. Quer dizer, Nick virou um grande escritor, Jess tá nas de sempre - única personagem que não teve um real desenvolvimento na série, sendo eternamente a manic pixie dream girl -, o resto tá feliz com seus parzinhos... Achei coerente. Por mais que eu ame essa série não vejo necessidade de uma nova temporada, mas tô felizinha pois é a chance de desenvolverem a Jess!!!! 

.do que estou lendo 

1984, meu amoooooooor ♥ Tá bem legal, tô quase no final, mas questões: 
a. qual era o posicionamento político de George Orwell? Porque uma hora ele defende o capitalismo, noutra ele é todo o comunismo vencerá. Estoy confusa. Helenita, me ajuda. 
b. qualé a necessidade de reservar na biblioteca um livro de literatura que não consta no currículo de nenhuma disciplina? Sério mesmo. Você, pessoa que reservou esse livro e está me fazendo correr com a leitura, mesmo que eu tenha trocentas coisas pra ler/fazer, espero que você tenha uma daquelas diarreias de dar dó no dia da entrega do livro, porque você não merece coisas boas. Hunfs. 

.do que estou vendo 

1. Arquivo X, porque não resisto a uma história com alienígenas, conspirações e gente pirada ♥ 
2. Ainda com Doctor Who, pois a temporada não acabou e tá cada vez melhor. 
3. Também ainda estou vendo Anne with an E porque todos os episódios são amorzinho, mas dão uma coisa no coração pois que triiiiiiiiste. 

.o que mais teve? 

Olha, questões. Maio é um grande about_blank no meu cérebro, mas teve algumas coisas bem bacanas: 

Recomecei a usar o twitter! Tinha esquecido de que é lá que as ~coisas~ acontecem e como aquilo é muito melhor do que o saite do Mark Zuckerberg só pelo fato de não ter stories everywhere. Inclusive, sigam-me as crianças prodígio que acabaram se tornando adultos mais ou menos cuja única vitória é se conter e não almoçar pipoca de micro todos os dias: @buongiornomia 


Teve MUITO TEXTO BACANA no Valkirias porque Valks = melhor site cultural dessa interwebs ♥ 
• Como foi o mês das mães, as gurias se propuseram a escrever textos sobre mães na cultura pop e nisso saiu um dos textos mais interessantes que já li sobre o assunto: O conto de aia e como a maternidade é uma grande questão de gênero;
• A Fernanda se propôs a fazer uma coisa que já deveríamos ter feito há muito tempo: entender a senhora Bennet, mãe de Lizzie e mais 4 garotas em Orgulho e Preconceito, livro queridinho de todas; 
• A JuMed falou da Lily (HIMYM) e da Lorelai (Gilmore Girls) pra tentar entender como se dá o processo de ser mãe em sitcoms; 
• Saindo um pouco da questão maternidade, escrevi uma ode às escritoras clássicas porque elas são maravilhosas e merecem a nossa atenção; 
• Também escrevi sobre a Rupi Kaur e seus outros jeitos de fazer poesia porque estou completamente encantada por essa mulher ♥ 

Pela interwebs teve: 
• Raquel falando algo bem necessário sobre 13 reasons why (e se você, assim como eu, não aguenta mais ouvir falar nessa série, dê ao menos uma chance pra o texto da Raquel porque ele vale a pena, sim); 
• A querida da Ju Skwara falando sobre a leitura dela de Brida, do Paulo Coelho (sim, lemos Paulo Coelho; não, não tô nem aí pra o seu preconceito literário); 
• A Larie falando sobre um dos meus livros preferidos da vida - Um dia, do David Nicholls. Ela falou de uma forma tão real, tipo conversa de amiga, que recomendo a leitura mesmo pra quem não tiver lido o livro ou visto o filme; 
• Também teve um texto bem polêmico, mas realíssimo, no Delirium Nerd falando que podemos admirar a Mulher Maravilha, mas não Gal Gadot

E é isso, gente. 
Sempre me prometo não fazer textão no resuminho do mês, mas acabo fazendo e transformando isso num resumão. Midesculpem, mas é o que temos pra esta encarnação. 

.01 lembrete 

Cês estão cientes de que eu tenho uma newsletter? Entonces, bora receber comentários, links e conversas esquisitas na caixa de entrada do e-mail. Clique aqui e assine! o/  

18 comentários

  1. Quanta coisa, adorei seu resumo! Um Dia também é um dos meus livros preferidos, e estou querendo começar a assistir New Girl.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Adorei seu texto, e principalmente a forma como você escreve, parece que está tendo uma conversa com o leitor. Fiquei interessada em conferir os links que você postou, percebi sua personalidade feminista e adorei isso, concordo muito com seu posicionamento quando a participação dos homens dentro do feminismo, até porque realmente não dá para concordar com tudo só porque tem a palavra "feminismo" escrito.

    http://lenabattisti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá adorei a leitura e anotei todos o filmes hahaha foi um mês cheio de conteúdo bacana por ai!

    ResponderExcluir
  4. quando li doctor who: AAAAAA <3 SOCOORROO hahahha k. dick é demais, né? estou louca para ler esse da rupi kaur. doctor who de novo AAAAAA <3 senhor dos anéis <3 eu abandonei new girl na 4a temporada, num tava aguentando, pois ficou muito chato e devia ter acabado. mas tô achando que vou fazer uma maratona! 1984 é um dos melhores livros do universo!
    já assinando a newsletter!
    =* muá!

    ResponderExcluir
  5. Oiii Mia quanto livrinho amorzinho que tu leste menina, fiquei bem contente que tenha conseguido, tentei diversas vezes assistir arquivo x e sempre acabo desistindo, ótimo resuminho, rendeu bastante.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Outros jeitos de usar a boca e Para educar crianças feministas estão na minha lista de preciso ler. Tenho a mesma sensação que você sobre New Girl, eles perderam a oportunidade de fechar bem a série.

    ResponderExcluir
  7. Muito bom o resumo de maio. Realmente junho chegou rápido, ainda disse isso ontem para o meu marido, mas fizemos muitas coisas. Arquivo X e Anne with an E - dois amores. Ótimas indicações em um post só. Obrigada!

    ResponderExcluir
  8. Oie, tudo bem? Que post mais cheio de informações. O mês de maio foi cheio e você leu muito hein. Já eu preciso diminuir o tempo que assisto séries e destinar para ler mais livros, tenho algumas leituras já atrasadas =/ Mas nada que uma agenda não consiga ajudar não é mesmo? Adorei a indicação de outros posts, já salvei pra ler depois. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Assisti há muuuuuito tempo o filme A CADA DOS ESPÍRITOS, lembro-me de ter pensado que era terror. hahaha ótimo filme, quero conhecer a obra. O Senhor dos Anéis, você lacrou!
    Abs
    Nizete
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  10. Ufa, quanta coisa! Acho que vou começar a anotar, como você, porque, quando vira o mês eu fico com a mesma sensação de... nada rolou... rs
    Eu anotei aqui os títulos de A Casa dos Espíritos e Outros jeitos de usar a boca, porque parecem excelentes e já quero! <3
    Dei uma mega desanimada com OUAT, achei que a 4/5 temporadas perderam o ritmo sabe, tava muito, sei lá... kkkk Mas um dia (leia-se, tempo), retornarei a ver!
    ps: livros de literatura (mesmo não estando em grade nenhuma) sempre foram disputadíssimos na biblio da minha faculdade. Eu comecei a ler Silmarillion com o livro de lá, mas era impossível, com todo o furor da faculdade, ler no prazo da locação, porque nunca dava pra renovar, porque sempre tinha gente na fila...
    xoxo

    ResponderExcluir
  11. Oi, saiu bastante coisas boas por aqui em maio. Sobre as leituras eu li o sejamos todos feministas e para educar crianças feministas e gostei deles. Também tô bem interessada em ler o outros jeitos de usar a boca e já li 1984, mas não gosto tanto assim dele.

    ResponderExcluir
  12. Doctor Who, melhor série que você respeita. Uma pena eu não estar acompanhando essa temporada.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem? Nossa quanta coisa boa no mês aconteceu com você <3 Ainda não li nenhum dos seus livros citados, e o que você está lendo é o meu xodó de distopia. 1984 marcou minha adolescência. Não assim também nenhuma série citada, acho que temos gostos diferentes, rs Espero que Junho também brilhe demais <3
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Coisa mais maravilhosa esse seu mês hem! Adoro a Virginia Woolf e a Chimamanda. Quero muito ler 1984 e A casa dos espíritos. O homem do castelo alto é a leitura do meu grupo de leitura do mês de agosto.
    Adoro Once Upon a time, to na quinta temporada!
    Bjus

    ResponderExcluir
  15. Oie
    quero muito ler Outros jeitos de usar a boca, e adoro Sobrenatural, é um filme bem bom. Once upon a time eu comecei a ver mas parei, pretendo voltar em breve

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Finalmente podendo responder: eu fiquei com o mesmo questionamento que você depois que li "o que é fascismo e outros ensaios" porque o Orwell mete o pau mais do que nunca (brincadeira, bicho!) no regime de Stalin (nem comento muito pq não sei ainda minha vertente comunista). Mas pelo que entendi do que achei por aí, ele é esquerda sim, porém anti-Stalin e todos os comunistas que o apoiaram, sendo mais um socialista com ideias simpáticas a Trotski (preciso lê-lo, o preconceito que tenho com Paulo Coelho tenho com ele também, mas nesse caso mais pelos trotskistas do que pelo próprio Trotski). Então, resumindo: eu acho que o Orwell era socialista beirando o anarquismo, a favor da total liberdade de opiniao e pensamento, sendo assim contra Stalin e regimes totalitaristas. Eu vou procurar ler mais essas vertentes marxistas, porque aí acabo entendendo-o e entendendo a mim mesma. Mesmo assim sigo amando esse homem e concordando com muitas de suas críticas!

    Sobre a Chimamanda *aquele gif da Meryl Streep no Oscar aplaudindo a fala de uma atriz e a JLO aproveitando o ensejo e fazendo wooo*, eu li sejamos todos feministas, pq vi o perigo de uma história única na faculdade e achei legal... mas o livro é tão "sério que você escreveu isso?" de tão óbvio, que só dou graças a deus por ter meu exemplar grátis e não ter gasto meu pouco dinheirinho. Não é que seja ruim... é que é tão óbvio e bobo que o hype acaba sendo perigoso e criando muito relativismo, porque o pessoal pode concordar com ela de boas e se acomodar por aí, achar que tá bom e é isso. Eu desconfio muito daquele sistema TED de palestras, porque pra mim é muito stand up, e tem muita frase de efeito. Claro que podemos extrair coisas boas de lá, mas desconfio sempre daquilo que faz sucesso e vira unanimidade. (Falei do TED porque acho que ela já participou - se não, combina com ela -, mas não lembro). Sobre homens no feminismo... eu sosseguei no feminismo marxista, preciso ler mais sobre ele, já tenho umas leituras na enorme fila.

    FOI MAL O TEXTÃO SOBRE SEU TEXTÃO, beijo!

    PS.: sem problemas não amar pink floyd hahah, achei muito fofo e respeitoso seu comentário, obrigada <3

    ResponderExcluir
  17. Estava vendo oq vc fez de boas quando li que metade do elenco vai sair de ouat, COMO ASSIM????? Eu amo once, mas não quero que as pessoas saim, sou tipo protetora dos originais ahuahuaa, fiquei até feliz de teen wolf acabar ao invés de continuar com outros protagonistas.
    Vc leu bastante e fez muita coisaa, vou dar uma lidinha nos posts que vc citou. Excelente post.

    ResponderExcluir