A garota-corvo

A garota-corvo 
Erik Axl Sund
Companhia das Letras
580 páginas
Ano de publicação: 2017 

Este exemplar foi cedido em parceria com a editora. 

Sobre o que é: quando corpos de meninos imigrantes começam a aparecer embalsamados e sem os genitais, a detetive Jeanette Kihlberg entra de cabeça num caso extremamente complicado envolvendo uma rede de pedofilia no Leste Europeu e uma trilha de corpos e coincidências que não podem ser apenas ao acaso. Sofia Zetterlund, uma psicóloga especialista em crianças que sofreram abuso, acaba se envolvendo profundamente na investigação e descobrindo fios de uma trama complexa, repleta de gente perturbada e cenas chocantes, capazes de deixar em estado de alerta até os mais tranquilos. 

Por que ele é bom? É difícil dizer por que é bom um livro que fala sobre pedofilia. Ainda mais sobre pedofilia feminina. Porém, o que Erik Axl Sund fez (na verdade fizeram, haja vista que esse é o pseudônimo de dois autores que escreveram o livro juntos: Jerker Eriksson e Håkan Axlander Sundquist) foi construir uma das melhores personagens que já li: Victoria Bergman. Ela é uma personagem forte e que faz sentido. Após anos sendo abusada repetidamente, Victoria tem muitos trauminhas e a forma com que ela lida com eles é muito coerente com a forma como uma mulher traumatizada age.

É bacana a forma como os caras conseguiram abordar o distúrbio de múltiplas personalidade e outros transtornos psicológicos causados por traumas e abusos. Victoria é apenas uma das personagens sobreviventes dessa rede, mas todas elas são muito bem trabalhadas, mostrando as diversas faces das consequências que esses atos criminosos podem gerar. Foi interessante isso porque geralmente, em romances policiais, a gente vê as consequências legais, mas não necessariamente as psicológicas, e isso faz toda a diferença no livro.

Aliás, é bem legal que todas as personagens principais do livro são mulheres! É bem difícil ver isso na literatura, ainda mais em livros policiais, com seus personagens machões e viris. Esse não: a detetive à frente do caso é mulher - e sofre horrores com o machismo dentro da polícia -, as vítimas são mulheres e também as agressoras. Esse é um grande diferencial do livro: todas as mulheres são fortes e vão atrás do que querem, não há personagens passivas. Isso é bem destacado em Jeanette Kihlberg, a detetive investigadora do caso. Ela não aceita desaforo de ninguém e se impõe, fazendo com que a respeitem devidamente e que ouçam sua visão apurada pra crimes e suspeitos.

Outra coisa bem importante no livro é que ele é realmente misterioso. Nós somos tão surpreendidos quanto Jeanette conforme ela vai descobrindo as coisas. Eu sou o tipo de pessoa que na segunda página já desvendou o mistério, mas é impossível desvendar os assassinatos desse livro. Quando você pensa que entendeu tudo, vai lá o narrador e te mostra que você não sabe de nada. Isso é algo que eu só havia visto antes nos livros da Agatha Christie e pra quem gosta de romance policial, é um prato cheio.

Uma coisa que adorei também é que A Garota-Corvo é uma trilogia que a Companhia das Letras decidiu publicar como livro único. Ponto pra vocês, Companhia! O livro é dividido em três partes - o que é bem melhor do que três livros separados, na minha opinião. Não aguento mais essa coisa de trilogia disso e daquilo. Gosto de ler um livro com a história até o fim, não de ter de esperar por outro volume ser lançado pra poder saber o que aconteceu com tal personagem.

Por que ele é ruim? O livro me fez passar raiva algumas vezes porque com toda essa coisa de mistério insolúvel, ele te dá pistas que te levam a crer que o que está acontecendo é uma coisa muito ruim: parece que eles estão culpabilizando a mulher e justificando a pedofilia com os abusos sofridos na infância e o fato de ela não poder ter filhos. Só que - e isso não é spoiler, juro - não é assim que acontece. É apenas mais uma pista falsa muito bem arquitetada pra gente pensar que é uma coisa quando é outra bem diferente.

Joinha pra os autores: conseguiram me enrolar a ponto de me fazer passar raiva em alguns momentos.

Algo que achei bem engraçado e ainda estou em dúvida se é um ponto negativo ou apenas uma curiosidade divertida é que em várias partes do livro é mencionada a trilogia Millennium, do também sueco Stieg Larsson. Claramente os caras acham que estão no mesmo patamar de Stieg, com sua maravilhosa Lisbeth Salander - o que é muito engraçado, mas acho que ninguém vai conseguir estar no mesmo nível daquela trilogia sensacional. A Garota-Corvo tem uma trama bem intrincada, mas Millennium é perfeito.

Você vai gostar se... gosta de romances policiais, da Agatha Christie, adorou Millennium e curte umas vibes mistérios da Suécia.

Em um quote:
É mais importante proteger os possíveis agressores do que as possíveis vítimas. Esse é o mundo dos homens. (p. 238) 

ATENÇÃO: SORTEIO! 


Lá na página do blog no Facebook tá rolando o sorteio de 01 exemplar desse livro! Clique aqui e saiba como participar o/ 

18 comentários

  1. Olá!
    Adorei esse formato diferenciado de resenha.
    Gostei bastante da premissa do livro, me interesso muito por narrativas tentas, que tragam temas reflexivos e que geram boas discussões. Já anotei a dica e espero gostar dessa leitura porque parece ser ótima!
    Obrigada pela dica!!

    ResponderExcluir
  2. Bom dia

    Esse livro me parece ser do tipo que entraria na minha lista de amor e ódio, tem uma premissa boa, vou colocar na lista e dar uma chance pra ver se realmente é tão bom!!

    https://me-afogando-em-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Mia!
    O título desse livro me intrigou bastante e a sua resenha me deixou de cabelo em pé! rsrs Fiquei curiosa e, quando tiver oportunidade, com certeza lerei!
    bjos
    Por essas páginas

    ResponderExcluir
  4. Não li Millenium ainda, mas gosto de enredos policiais e sou fã da Agatha Christie, por isso acho que vale a pena dar uma chance ao enredo. Sem falar que a capa já me chamou atenção.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  5. Livros policiais são os meus preferidos, Agatha Christie é a minha autora preferida, mas... Eu não sei se tenho estômago para ler esse livro. Eu adorei a sua resenha e a maneira como você falou dos principais pontos da leitura. Eu sei que estou curiosa para ler, só não sei se conseguiria levar a leitura até o final.

    ResponderExcluir
  6. Olá! Amei sua resenha! Li poucas resenhas sobre esse livro, mas a sua foi a melhor! Gosto de livros policiais e esse livro parece ser bem intenso, trata um tema forte. Por ter pedofilia no meio, já ia ter que ter estrutura para tal, pois isso me afeta muito, já que sou mãe. Mas, fiquei curiosa para ler, beijos!

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem? Já me interessei quando você falou que é uma história que traz pedofilia, e principalmente feminina. Somado a uma protagonista ótima, com certeza já quero ter o livro. Único problema é ele ser calhamaço porque né, tempo, e ele enrolar (?) Tá explicado o tamanho dele HAHAHA também sentiria raiva se passasse por isso. Ótima e sincera resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. certamente vai ser uma leitura futura, amo os elementos contidos na narrativa, e amei saber que é volume unico... tb tô meio abusada de tanta trilogia... bacana o estilo de suspense a la Agatha <3

    e Millennium... nossa...Lisbeth amo pra vida <3
    bom saber que é na mesma vibe...
    bj,Mia...

    ResponderExcluir
  9. Olá Mia, tudo bem?

    Estou me aventurando pelos livros de romance policial aos poucos. Tanto que Agatha Christie ainda não é minha autora favorita, rs. Mas sinceramente eu tenho medo de ler algo sobre pedofilia. Esses temas muito polêmicos não costumam ser agradáveis (o que é óbvio), mas me deixam meio estranha... com aquela sensação de impunidade né :/

    Enfim, vou tentar participar do sorteio! Vai que né, rs.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. OI!

    Gostei muito dessa indicação, já esta na minha lista e sua resenha está bem construída e motivadora. Enfim, ando meio para baixo e não é o momento para adquirir o livro e ler, mas coloquei na lista de leitura e obrigada pela dica. Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Oi
    eu fico impressionada com o quanto mudamos de opinião e conceito após ler uma resenha. Eu não tinha a minima vontade de ler o livro quando recebi da companhia e agora quero para ontem pois fiquei muito feliz em saber desse diferencial das personagens serem melhores e também de ser uma trilogia em um livro só, faz nós economizarmos espaço e dinheiro, não é mesmo? haha obrigada por essa resenha maravilhosa

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá! Ótima resenha! Já li esse livro e ele é muito bom. Gosto bastante dessa temática e a capa chama bastante atenção. Com certeza, vale muito a pena a indicação, bjooooo

    ResponderExcluir
  13. Olá,

    Pelo visto esse vai ser um livro bem tenso, pois além das pistas falsas, os autores abordaram vários temas pesados, confesso que gosto muito desse tipo de leitura. Não conhecia esse livro ainda, e fiquei muito intrigada com todo o mistério que ronda a história, não curte muito essa capa, mas se o livro for tão bom quando acho que ele é, isso não tem a mínima importância.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem?

    Adorei a sua resenha, "A Garota Corvo" parece ser um bom livro, repleto de momentos tensos, além de ser bem reflexivo. Achei bem interessante a temática, só fiquei com a impressão que a capa poderia ser melhor trabalhada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá tudo bem?
    Eu já tinha visto esse livro vendendo e achei a premissa bem interessante embora um pouco polêmica. Imagino que naõ seja fácil ler algo sobre a pedofilia, ainda mais a feminina, mas acho que deve ser uam leitura interessante. Só não sei se eu estou preparada para uma leitura como essa ainda.

    beijinhos!

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Este livro eu confesso que não leria por abordar pedofilia, é algo que realmente não tenho estômago para ler.
    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Oii. Preciso dizer que amei o header do seu blog, mesmo S2! Gostei da forma descompromissada e não sisuda que escreveu a resenha também. Quanto menos enciclopédico melhor, haha. Quanto ao livro, eita que suspense, hein? Você nos deu bastantes informações sobre a obra, mas continuou dizendo que a trama é surpreendente. Ah, o fato de terem unido os três livros em uma edição só foi genial.
    Bjs

    ResponderExcluir