Lista de NÃO recomendações: livros

É muito, muito difícil eu não gostar de um livro. Talvez porque eu leia gêneros que já sei que gosto e não fique futricando por outros que sei que não funcionam pra mim. Mas o fato é que eu gosto de basicamente tudo que leio. A verdade é que adoro boas histórias, tanto faz o gênero - tem até romance que acho bacana, e olha que d e t e s t o historinha de amor. Por isso, foi difícil fazer essa lista de livros pra não ler, mas consegui separar aqueles de que não gostei nadinha nos últimos 5 anos. Vamos lá.


Cordilheira

Sobre o que é: jovem escritora com passado triste decide jogar tudo pra o alto pra se esporreada por um argentino qualquer com desejos suicidas. 

O porquê do ódio: eu já falei muitas vezes mal desse livro, mas acho que tudo o que eu falar não será nada perto do desprazer dessa leitura. Eu detestei tanto ler esse troço porque é extremamente misógino e nojento, como já falei aqui. Por favor, leiam o que eu escrevi e fujam de Daniel Galera o mais rápido possível. A literatura brasileira tá cheia de coisa bacana, a gente definitivamente não precisa ler mais um homem dizendo como mulheres são sensíveis e só se satisfazem quando mães. Me poupem, se poupem. 



Morangos mofados

Sobre o que é: contos diversos envolvendo astrologia, mas de uma forma enfadonha e confusa, e muita gente louca bebendo todas e falando coisas desconexas. 

O porquê do ódio: eu nem odeio o livro em si, só acho ele bem fraco e não o recomendo. O que dá raiva mesmo é que o Caio Fernando Abreu tem TANTA coisa boa escrita, mas as pessoas só sabem falar sobre esse livro - que é, me arrisco dizer, o pior dele. Gente, vão ler as cartas do cara. Vão ler Além do ponto e outros contos (que é maravilhoso, por sinal). Mas não leiam esse. Não é bacana. Tá, pode ser pra alguém, mas pra ~mim~ não é: Caio fez muita coisa melhor, vamos focar nisso. 


Morte súbita 

Sobre o que é: gente perturbada numa cidade cheia de gente perturbada com perturbações emocionais que não levam a lugar algum. 

O porquê do ódio: o livro é horríiiiiiivel. Acho que só conseguiu gostar quem é MUITO fã da J. K. - o que não é o meu caso; gosto dela, mas calmaí. O que me dá raiva é que a J. K. é uma baita escritora, com um potencial gigantesco pra fazer coisas bacanérrimas - no estilo dela, fantasia. Mas aí ela foi lá se aventurar por outros caminhos. E okay, acho legal isso. Só que ela falhou miseravelmente no processo, e mesmo assim os fãs exaltam o troço como se fosse o melhor livro adulto já escrito na face da Terra. Olha, menos, bem menos. Personagens chatos, gente que não cativa e enredo enroladíssimo. Vamos reler Harry Potter que tá melhor. 

As vantagens de ser invisível 

Sobre o que é: Charlie tem probleminhas, aí arranja amigos, mas consegue cagar com tudo e põe a culpa nos probleminhas e não no fato de ser apenas um adolescente chato e sem jeito. 

O porquê do ódio: o autor tinha uma história bacana, uma oportunidade muito boa de desenvolver algo que poderia ser o livro da vida de muita gente (e, na verdade, é, mas na minha vida ele só foi o livro que me segurei com força pra não rasgar após a leitura), mas aí ele fez o quê? Justificou os probleminhas do Charlie com um trauminha do passado que total NÃO JUSTIFICA BABAQUICE ALHEIA. Olha, sinceramente, isso me revoltou num tanto que peguei ódio do autor. Eu teria adorado o livro se não fosse pelo final, mas o final caga tudo. Sei que muita gente gostou, mas sério, que diarreia dozinfernos. Gente, não dá pra usar aquilo como desculpa pra ser babaca. Simplesmente n ã o d á. Desculpaí, mas não dá. Fiquem com o filme, o filme é amor, o filme é legal. 

Para sempre 

Sobre o que é: jovem casal que se conhece há poucos meses, mas casaram pra honrar a pureza da fé, sofre acidente e a mulher perde a memória e não se lembra do marido, mas eles não desapegam porque estão unidos por ~Deus~. 

O porquê do ódio: aaaaaaaaaaaaaaah que coisa mais ridículaaaaaaaa!!!! A mulher não lembra do cara e jamais lembrará e ele fica forçando ela a continuar com ele porque estão casados perante Deus. Caramba, se não suporto romance, que o fará romance cristão. Gente, sério, que livro desnecessário. Pior ainda: é a história real do casal. Que coisa problemática, que coisa horrível. Pra mim, é terror trash do pior possível. Fujam correndo disso aí. 



Entrevista com o vampiro 

Sobre o que é: um repórter entrevista um vampiro de trocentos anos e o vampirão fica contando magoazinha da vida após a morte. 

O porquê do ódio: você tem todo um potencial de história, um background legal, vampiro de séculos dando entrevista pra um repórter nos anos 90, toda uma atmosfera bacana, aí cê vai lá e faz o quê? Cria o personagem mais mimizento da história da literatura. MELDELS, COMO EU ODEIO O LOUIS. Gente, qualé a necessidade de ser um vampiro se for pra ficar lamentando durante a eternidade toda porque "ó, como sofro, ó, não suporto o sofrimento, ó, a morte é terrível"? Vampiro Louis é a versão masculina e chupadora de sangue da Murta-Que-Geme - só que sem as sacadas humorísticas. Não dá, não dá pra aguentaaaaaaaaar. Acho que nem Edward Cullen aguentaria meia hora com Louis. A única pessoa digna no livro é Lestat - apesar de ser completamente perturbado também, mas ao menos não se lamenta. Alguém dê psicotrópicos ao menino Louis, por favor. 

12 comentários

  1. Ain amiga, venk e me dá um abraço virtual por que eu tbm d e t e s t o histórinhas de amor ¬¬'
    É a primeira vez que eu leio em um blog sobre alguém que não gostou de Morte Súbita, haha. Eu não li o livro e por um tempo até quis ler, mas agora.. acho que nem faço questão.
    As Vantagens de ser Invisível parece ser monótono, por isso nem o filme eu vi ainda.
    E eu fiquei impressionada com a história de Para Sempre ahsuhauhsu acho que vou ver o filme só por que gosto de histórias reais.
    Eu gostei do post, ele é diferente por que geralmente vemos apenas posts com dicas sobre livros para ler, e não para passar longe, kk.
    Beijo, www.apenasleiteepimenta.com.br

    ResponderExcluir
  2. Eu tava querendo copiar e colar nos comentários os trechos que ri muito, mas aí vi que não ia dar conta e acabaria colando o post inteiro! ahahah'

    Também detesto histórias de amor, essa da mulher que perdeu a memória, gente que coisa ridícula!

    As vantagens de ser invisível eu também não gostei. Vejo tanta gente babando no livro e pra mim foi só mais um. Pra falar verdade foi um livro tão insignificante na minha vida que doei o exemplar sem dó nem piedade, e nem me lembro mais da história. Lembro dessa parte do trauma, mas não lembro dele sendo escroto com os amigos (ele chega a fazer amigos?). Totalmente não justifica.

    "gente perturbada numa cidade cheia de gente perturbada com perturbações emocionais que não levam a lugar algum. " minha vida e meus amigos hahahhahaha

    Bjs!
    ¤ 31 de Março

    ResponderExcluir
  3. Hahahahahahaha amei esse post! Eu sou muito fã de JK Rowling, mesmo, mas também não gostei nem um pouco de Morte Súbita. E li As Vantagens de Ser Invisível e tô até hoje tentando entender o que tanta gente vê nele.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  4. Posso dizer que gostei muito do Morte Súbita? Hahahahah Não cheguei a AMAR (não gostei dos desgraçamentos), mas gostei. E eu nem li Harry Potter, não tenho laços afetivos com a Jk Rowling >.<

    Até que eu sou cristão fiquei perturbado com Para Sempre.

    ResponderExcluir
  5. Sabe um livro que eu nao gostei quando li foi as vatagens de ser invisível, fiquei meio bugada com o livro.

    ResponderExcluir
  6. Comprei Morte Súbita e está no plástico até hoje. Estou pensando seriamente em passar pra frente. Acho que tomei raiva da J. K. depois que ela começou dar um de "vivo na terra da fantasia" e criar umas histórias nada a ver pra render e vender filmes, livros, bolsa, caneca, chaveiro e a mãe. A última dela foi inventar que existe um outro Harry Potter e AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHH alguém para essa mulher. As Vantagens de Ser Invisível eu até gostei, mas não entendo o hype. Todo mundo tatuando que tem o amor que acha que merece, etc, achei meio bosta.

    ResponderExcluir
  7. Olá! Tudo bem?
    Gostei da sua lista de não indicações, só tenho muita vontade de ler o livro "Para sempre", amo histórias românticas.
    Beijocas.
    www.meumundosecreto.com.br

    ResponderExcluir
  8. kkkkkkkk COMO NÃO AMAR ESSE POST??
    adorei, é disso que gosto, gente que diz o que pensa do livro ele sendo famosinho, ou não, independente do autor, adorei mesmo e morte súbita, infelizmente não é súbita é chata e te mata aos poucos, muito chato.

    Blog Entre Ver e Viver

    ResponderExcluir
  9. Mia falando sobre livros é amooooooooor
    Amiga, eu gostei muito de Morte Súbita, hauhauhauhau. Talvez porque seja muito vendida pra histórias de gente sofrida e torci muito pela Krystal e pela indianinha de nome complicado lá. As Vantagens de ser Invisível: QUE LIVRO CHATO DO CACETE, moleque chorão, plot previsível e final completamente errado como desculpa pra trama, desperdício total. Eu tinha uns livros do Daniel Galera na minha lista de leitura mas acho que depois dessa vou deixar quieto HAHAHAHHA :***

    ResponderExcluir
  10. Oiii Mia, creio que eu esteja me saindo bem, pois não li nenhum dessa sua listinha, apenas assisti ao filme as vantagens de ser invisível. Agora com seu post, já sei o que devo evitar de ler para não me perturbar e irritar.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  11. AAAAAAAAAAAAAAAH amei a listinha <3
    Olha, li 'Morte Súbita' na época que saiu e lembro de ter gostado de forma geral, mas muito enfadonho. E terminei sem saber o que pensar da história, dos personagens, da cidade, etc. Sei lá, acho que hoje nem gosto mais AHAHAHHA
    Já comentei o que acho de 'As vantagens de ser invisível', hahaha, mas super te entendo! Não sei se hoje gostaria tanto assim.
    Esse 'Para sempre' nunca me interessou, mas agora, depois do que li, vou fugir para as montanhas! Parece ser beeeeeeeeeeeeeeem chato!
    AAAAAAH, você jura que não gostou de 'Entrevista com o vampiro'? Sempre quis ler, mas fico adiando, pois #eu.
    Daniel Galera nunca me interessou, agora nem vou me esforçar para conhecer. Melhor incentivar outros autores nacionais.

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem?

    Eu nunca li nenhum dos livros acima citados, o único que sempre tive algum interesse em ler e não é um interesse enorme, é o livro Entrevista Com Vampiro, por sinal super elogiado!
    Abraços

    ResponderExcluir