Cinquenta vezes overshare

Já estamos há mais de uma semana bedando e nessa coisa de preparar textos e viver a vida de estudante universitária ao mesmo tempo, as coisas acabam se embolando um pouco. É pra isso que servem os memes (de uns tempos pra cá chamados de tags, mas me recuso). Dona Manu total salvou o BEDA de hoje com esse meme das 50 perguntas - que na verdade são 48 - com muito overshare porque esse é o jeitinho blog old school deve ser. Vamos lá.


1. Qual foi a última coisa que você escreveu num papel?

"Extensão do domínio da luta", que é o livro que teremos de ler pra disciplina de Crítica da Mídia porque Juremir, nosso prof e também um baita homão do jornalismo, adora os livros do Houellebecq e vai nos fazer ler todos antes do final da graduação - não que eu esteja reclamando. 

2. O que está sempre na sua bolsa? 

O livro que estou lendo, cartão da faculdade, batons hidratantes, uma muda de roupa porque VAI QUE, sombrinha, remédios pra dor de cabeça ou eventualidades, escova de dentes e pasta. 

3. O que você costuma pedir num café? 

Eu não sou uma pessoa de cafés, até porque nem gosto de café, mas quando tomo alguma coisa é um cappuccino de vanilla e algum doce. 

4. Quais websites você visita diariamente? 

O blogger, porque sempre escrevendo ou lendo, o facebook e o e-mail. 

5. Para quem você liga quando está triste/com raiva? 

Não ligo porque ODEIO FALAR AO TELEFONE. Essa invenção do demônio só serve pra me dar dor de cabeça e evito o máximo possível usar esse treco horroroso. Mensagens de whatsapp, e-mails e DMs do twitter estão aí pra isso. De qualquer forma, quando estou triste ou com raiva costumo ficar quietinha, ver uns filmes/séries, dormir ou correr. Evito contato humano pra que não sobre pra ninguém porque eu que lide com meus problemas. 

6. De que cor é a sua escova de dentes? 

Verde e branca. É no formato de um pinguim de fraque ♥ 

9. Você tem piercings? 

Não. Não uso nem brinco nem nada, não gosto de acessórios. 

10. Qual a melhor época do ano na sua terra? 

Quando tá chegando o inverno. Faz frio, mas não é tanto. Chove, mas não é aquilo tudo. Mas o calor daqui é quente demais, não temos mar pra poder dar uma aliviada. Só dá pra existir de forma digna no frio. 

11. O que deixa você realmente triste? 

A desigualdade social. Gente, eu não posso andar pelas ruas olhando pra os lados porque bate uma tristeza e começo a ficar chorandinho ao ver aquele monte de gente pobre, sem ter onde morar, pedindo esmola. Sério, isso me parte o coração de uma forma que não sei lidar. 

12. O que deixa você realmente feliz?

Ouvir o cara do correio chamando pra entregar novos livros, ir à bibliotecas/livrarias, estar perto de gente bacana e amável, estar em casa, ouvir música clássica, estar com a minha família, passar o fim de semana fazendo cotidianices com o namorado, escrever, ler, receber elogio de um professor. Não é nada demais, mas fazem a diferença na vida. 

13. Qual o seu emprego dos sonhos? 

QUERO SER PAGA PRA LER LIVROS. Escutem bem aí: paga pra ler livros e escrever sobre eles. Me deixem ser crítica literária. Universo, esteja pronto, hein.

14. Você assina alguma revista?

Não. Assinava a Nova Escola na época em que eu era professora e procurava levar novas formas de ensino pra meus aluninhos. Hoje em dia mal consigo ler revistas, mas adoro a Superinteressante, a Galileu, a Aventuras na História e a Mundo Estranho. 

15. Qual foi a última coisa que você comprou? 

Uma garrafinha de água sem gás. 

16. Você gosta de comida chinesa? 

Eu sou a pessoa mais enjoada que existe pra comer. Gosto não. Acho blérgh. 

17. Qual foi a última vez em que você esteve numa igreja?

Não sei. Provavelmente em algum casamento, mas não faço ideia. MENTIRA, lá por março/abril namorado e eu fomos visitar uma igreja em Novo Hamburgo porque ela é coisa mais linda. Sério, que igreja maravilhosa. É tão linda que quase dá pra esquecer os séculos de perseguição, trauminhas e matança que essa entidade horrorosa já proporcionou à humanidade, risos. 

18. Qual foi a última pessoa que fez algo realmente especial para você?

É meio difícil responder isso porque eu considero especial qualquer coisa que alguém faça por mim, já que a. ninguém tem a obrigação e b. eu nunca acho que mereço, então valorizo demais qualquer coisa que me façam. Ainda bem que tenho uma rede de apoio bem bacana, feita de gente educada e compreensiva que tá sempre se auxiliando mutuamente. :) 

19. Você já esteve em uma ambulância?

Não. 

20. Você consegue enrolar a própria língua?

Mas é claro.

21. Quanto tempo leva para se vestir antes de sair?

Cerca de 5 minutos. Não sou nada vaidosa e sempre me senti uma subespécie de mulher por conta disso. Simplesmente não consigo conceber a ideia de passar mais do que 15 minutos na frente do espelho, experimentando roupas e fazendo maquiagem. Aliás, nem maquiagem uso. Eu prezo pelo conforto e quase nunca reparo no que estou vestindo. Já saí de pijama e só fui me dar conta porque as pessoas me perguntaram por que raios eu estava usando um pijama. Sempre quis ser uma pessoa mais vaidosa, mas acho que dormi nessa aula - quiçá compareci. 

22. Você fala palavrão?

Não. Gosto de usar outras maneiras pra ofender as pessoas. É mais divertido porque não é óbvio. :) 

23. Você já acampou?

Não, mas ainda quero. Ir pra o meio do mato: adoro. 

24. Quantos irmãos você tem?

4. Todos homens. Todos mais velhos. Todos casados. Crescer como a caçula sendo a única menina da casa não foi fácil, mas foi divertido. Acabei sendo um moleque durante a infância e ainda hoje consigo me relacionar melhor com rapazes do que com meninas porque fui criada na base de muita lama, bolita, carrinho e filmes do Van Damme. 

25. Qual é o seu nível educacional?

Superior incompleto - METADE DO CURSO, CARAMBA!!!!

26. Em quais lugares você já morou?

Nossa, em vários. Minha família era meio nômade até meus 15 anos, quando finalmente paramos num lugar por mais de 3 anos. Mas foi sempre no RS, nunca saí de terras gaúchas - a não ser pra viajar, claro.

27. Qual a parte favorita do seu corpo?

Meus olhos e minha boca.

28. Qual a parte menos favorita do seu corpo?

Seria dramático dizer ~todo o resto~, então vamos dizer que seja o nariz. 

29. Você acha importante celebrar aniversários?

Não. Sou desapegada demais com essas datas comemorativas, ainda mais quando se é ~obrigado~ a ser feliz nelas. Gente, eu faço aniversário em pleno janeiro. Sempre tá um calorão infernal, cheio de mosquitos, todo mundo pra praia e eu aqui, em plena cidade, isolada, sozinha, sem ninguém. Não faço questão de celebrar, não. É só mais um dia que marca um ciclo. Todas as vezes em que fui contra meu pensamento de DANE-SE O ANIVERSÁRIO e tentei comemorar, a coisa foi um fail tão gigante em neon piscante que nem vale a pena, sabe? Deixa pra lá.

30. Você tem roupas da sua infância? 

Tenho algumas, não são muita coisa. A minha mãe é bem sentimental e gosta de guardar as roupas de infância dos filhos. Do que eu guardo são apenas algumas peças com valor sentimental porque foram presente de gente querida e quero guardar pra sempre. De resto, nada, nada. 

31. Uma coisa ruim sobre ter um blog?

Eu sempre tenho de vigiar o overshare, mas sou pessoa que escreve. Adoro escrever. E o assunto sobre o qual mais conheço sou eu. Ou seja. Gosto de ter blog diarinho e escrever sobre a minha vida e sobre os livros que leio e as séries que vejo, mas não sei ser anônima. Então sempre que vou postar algo me pergunto se aquilo vai afetar alguém ou se tá de boas. Tem muito post em rascunho eterno porque não posso dividir a história com todo mundo sem acabar magoando/ofendendo alguém. Já tentei ter blog anônimo, mas isso é algo que simplesmente não funciona pra mim. Bem, c'est la vie. 

32. Quantos copos de água você bebe por dia?

Não faço ideia, mas sei que é muita coisa. Tô sempre tomando água - no máximo algum suco. Isso é desde que acordo até a hora de dormir, mas nunca medi a quantidade. 

33. A que horas você vai dormir?

Geralmente à 1h da manhã, mas depende do dia. Sou uma pessoa insone, então é difícil dormir às vezes, mas acabo criando hábitos que me ajudam - como estabelecer um horário e tentar cumpri-lo ou colocar pra tocar música ambiental de chuva pra dizer pra meu organismo que é hora da soneca. 

34. Matérias preferidas na escola?

Na escola, eram História, Português e Biologia.
Na faculdade, basicamente todas que envolvem escrita e rádio. 

35. Batata-frita ou doces?

Troco qualquer bandeja de doces por batata. Frita, assada, grelhada, até crua. Batata é amor, batata é paixão, batata é calor no coração. ♥ 

36. Último filme que você assistiu: 

Acho que foi Um vampiro no Brooklyn. Namorado nunca tinha visto e eu não resisto a filmes trash dos anos 80 - ainda mais se envolverem Eddie Murphy e vampiros no mesmo enredo. Adoro. 

37. A coisa mais romântica que você já fez:

?????????????????? NÃO FAÇO IDEIA ?????????????????? Eu sou completamente não-romântica. Gente, sou muito Coração Gelado. Mentira, eu tenho sentimentos, só que não faço ideia de como expressá-los. Acho que a coisa mais romântica que já fiz foi fazer massagem no meu namorado, mesmo odiando com todas as minhas forças massagear pessoas.

38. O presente ideal para alguém que se hospeda na sua casa levar:

LIVROS. Me dê livros de presente e tenha uma Mia sempre feliz. (Mas também pode trazer comidíneas gostosas, eu não vou reclamar.)

39. Qual a idade do seu pai?

63.

40. Você já saiu no jornal?

Como notícia, não. Como pessoa que escreve, sim.

41. Uma citação favorita?

"Seu drama não era de peso, mas de leveza. O que se abatera sobre ela não era um fardo, mas a insustentável leveza do ser." Do meu livrinho preferido, A insustentável leveza do ser, escrito pelo Milan Kundera - sobre o qual vai rolar resenha amanhã, inclusive. ♥ 

42. Qual a sua cor de esmalte favorita?

No momento estou deixando as unhas respirarem um pouco após semanas de esmalte em cima de esmalte, mas adoro todos os tons de vermelho e também rosa antigo, rosas escuros. 

43. Em quem você se inspira?

ANA BOLENA, DIVA DA MINHA VIDA. Estoy brincando - pero no mucho. Tenho uma pequena listinha de inspirações, entre elas um monte de mulheres maravilhosas e fortes, que sobreviveram bem em épocas conturbadas, tipo a Ana Bolena, a Martha Gellhorn e a própria Maria Antonieta - que é muito mal compreendida.

44. Você é vaidosa?

Como já dito lá em cima, não. Minha vaidade se resume a andar sempre limpinha e penteada e a usar manteiga de cacau. Só. 

45. Existe algo que você gostaria de comprar mas ainda não teve a oportunidade ou dinheiro?

Bah! Vamos começar falando da série de livros Outlander? Gente, eu quero aquilo DEMAIS. Mas é caro DEMAIS. Como fazer? Não faz, né. Vou aguardando o dia em que ficar ryca - risos - e puder comprar tudo. Ou que alguma alma bondosa se compadeça de mim e me dê os livríneos de Natal/aniversário. Não me importaria em ganhá-los.

46. Como foi seu noivado? 

HAHAHAHAHAHAHA 

47. Você prefere comprar roupas, bolsas ou sapatos? 

Roupas. Na real, prefiro comprar livros, mas tô cagando pra bolsas e sapatos é algo dificílimo pra mim porque tenho um pé pequeno demais pra achar meu número em qualquer loja, entonces... 

48. Você se sente jovem ou velha para a sua idade? 

Sou uma senhorinha de duzentos e quarenta anos no corpo de uma menina de 23.

49. Quais são os seus maus hábitos?

Tava pensando no que poderia dizer, mas a verdade é que não tenho tantos maus hábitos assim. Talvez o sedentarismo, mas acho que pára por aí - e já estou resolvendo a questão com 2h de exercícios diários. GERAÇÃO SAÚDE UHUL o/ hahahaha 

50. O que você vai fazer quando terminar de responder a essas perguntas? 

Tomar aquele banho pois ainda estoy suada da corrida de hoje - mas é aquilo, ou eu terminaria as questões agora ou cairia desmaiada em cima da cama pois DUAS HORAS DE CORRIDA, estou acabaaaaaaada. 

3 comentários

  1. Adorei suas respostas, também odeio falar ao telefone, ô coisinha chata, fico contando os segundos pra desligar hahaha e não gosto de celebrar aniversário, é um dia bem blé SEMPRE

    Batata é amor, batata é vida, esta casa protege a santa batata!

    ResponderExcluir
  2. Aaaaaaaa eu também ODEIO telefone, odeio atender ligação. Me dá um negócio só em imaginar atender uma chamada. Prefiro recados e mensagens instantâneas mesmo!

    Com amor,
    Bruna Morgan

    ResponderExcluir
  3. essas tags que salvam as nossas vidas, hahahahaha! amei ler as suas respostas :)

    ResponderExcluir